SEJA ÉTICO

SEJA ÉTICO: Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução do conteúdo deste blog com a devida citação de sua fonte.

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Feliz 2013 a todos!

Um feliz 2013 a todos, que continuemos buscando nossas realizações pessoais, e que o Brasil seja cada vez mais um país com justiça social, saúde, educação e segurança para todos, e não apenas uma minoria. Feliz Ano Novo!  fr

 
É (Gonzaguinha)
 
É
A gente quer valer o nosso amor
A gente quer valer nosso suor
A gente quer valer o nosso humor
A gente quer do bom e do melhor
A gente quer carinho e atenção
A gente quer calor no coração
A gente quer suar, mas de prazer
A gente quer é ter muita saúde
A gente quer viver a liberdade
A gente quer viver felicidade

É
A gente não tem cara de panaca
A gente não tem jeito de babaca
A gente não está com a bunda exposta na janela pra passar a mão nela

É
A gente quer viver pleno direito
A gente quer viver todo respeito
A gente quer viver uma nação
A gente quer é ser um cidadão

É...

sábado, 29 de dezembro de 2012

Brasil adia entrada em vigor do Acordo Ortográfico para 2016

           A entrada em vigor do Acordo Ortográfico no Brasil, que deveria ocorrer no próximo dia 1º de janeiro, foi adiada para 01/01/2016. Foi publicado ontem no Diário Oficial da União decreto assinado pela presidente Dilma Rousseff ampliando o período de transição, durante o qual serão aceitas as duas normas, a atual e a do novo acordo. A mudança tem por objetivo equiparar a data de entrada em vigor do acordo no Brasil ao de Portugal, que ocorrerá em 2016, já que naquele país a maioria dos órgãos de imprensa ainda usa as normas antigas. No Brasil, as novas normas passaram a ser adotadas pelos órgãos públicos e pelos principais veículos de imprensa já no primeiro dia do período de transição, ou seja, em 1º de janeiro de 2009.
 
          O Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa foi assinado pelos países de Língua Portuguesa em Lisboa, em 16 de dezembro de 1990. Timor-Leste aderiu ao acordo em 2004, após adquirir a sua independência. Os objetivos do acordo são: aumentar a unificação do idioma entre os países que o utilizam como língua oficial; facilitar a difusão e o intercâmbio das obras literárias nestes países; e aumentar o prestígio do idioma internacionalmente. De acordo com os seus defensores, a unidade ortográfica passará, com o acordo, dos 96% atuais para 98%. 
 
          No Brasil, a reforma altera a grafia de cerca de 0,5% das palavras, e em Portugal, de cerca de 1,6%. Outro objetivo é tornar o português língua oficial das Nações Unidas: "É muito difícil querer que o português seja língua oficial nas Nações Unidas se vão perguntar: qual é o português que vocês querem?", explica o embaixador Pedro Motta, representante brasileiro na CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa). Os países que têm o português como língua oficial são: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.  fr
 
 

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Uma das maiores economias do mundo ainda com pessoas sem energia elétrica!


De acordo com a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), ainda há mais de 1 MILHÃO de residências que não possuem energia elétrica no Brasil. São 1.001.572 residências em Goiás, Minas Gerais, Roraima, Alagoas, Piauí, Rondônia, Sergipe, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Acre, Amazonas, Pará, Tocantins, Bahia e Mato Grosso. É isso mesmo, no Brasil, uma das dez maiores economias do mundo, ainda têm brasileiros que não podem assistir TV, ou ter uma geladeira ou um computador pessoal na sua própria residência. Em pleno Século 21! Uma vergonha!  fr

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Igreja da Candelária


A Igreja da Candelária, na Praça Pio X, fica localizada no início de duas das mais importantes avenidas do Centro do Rio de Janeiro, a Presidente Vargas e a Rio Branco. Ela foi inaugurada ainda não totalmente terminada em 1811, e nas décadas seguintes foi sendo concluída. Em 1878, iniciou-se a sua decoração interna, e vinte anos depois, houve nova inauguração da Igreja. Em 1901, foram colocadas as enormes portas de bronze na sua entrada. É a mais importante Igreja do Rio de Janeiro. fr

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Socooorro!!!

Tá difícil de aguentar!

O fim do mundo vem aí!...


Destaquei duas matérias de ontem na internet. A primeira informa a onda de frio que vem ocorrendo na Rússia nestes últimos dias, com -30º registrados em Moscou e -59º (isso mesmo, 59 graus NEGATIVOS!) na Sibéria. A segunda mostra que, de acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), ontem foi o dia mais quente no Rio de Janeiro em 2012, com uma sensação térmica de 50º. Situações de exagero e contrastes no mesmo dia no planeta. E parece que tanto as temperaturas baixas quanto as altas vão se agravar nos próximos anos. Desse jeito, talvez as previsões catastróficas sobre o fim do mundo venham a se confirmar no futuro, erraram apenas o dia!    fr

sábado, 22 de dezembro de 2012

Então, é Natal!


O mundo não acabou... ainda!

 
O mundo não acabou, isto significa que:
 1. Eu vou ter mesmo que pagar a conta do cartão.
 2. A torcida do Palmeiras vai ter que passar pelo menos mais um ano torcendo na segundona.
 3. O 'Domingão do Faustão' vai continuar no ar.
 4. Vamos continuar acompanhando as sessões do Mensalão para saber se os condenados vão mesmo para a cadeia.
 5. O Latino vai continuar cantando... ou fazendo aquilo que ele chama de "cantar".
 6. Vamos ter que ouvir muitas promessas de políticos.
 7. A Madonna vai voltar ao Brasil... de novo!
 8. A TV vai continuar exibindo os filmes de Steven Seagal! @&$؏%!!!!
 9. Pelo menos... Ainda há chance de ganhar na Mega Sena da Virada!
10.  E de ver a Sabrina Sato na telinha!       fr

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Se as previsões que dizem que o fim do mundo vai ocorrer no dia 21/12/2012 não estiverem certas, eu volto depois de amanhã!

domingo, 16 de dezembro de 2012

Corinthians conquista mais um Mundial para o Brasil

 Foto: Kim Kyung-Hoon/Reuters

Corinthians derrota Chelsea por 1 x 0, gol do peruano Paolo Guerrero, e conquista o seu segundo título Mundial Interclubes da FIFA. Foi uma conquista merecida. O goleiro Cássio foi escolhido o melhor jogador da partida e do Mundial, ganhando a Bola de Ouro. O brasileiro David Luiz, na minha opinião, o melhor jogador do Chelsea hoje, ganhou a Bola de Prata; e Guerrero a Bola de Bronze. Ou seja, os três melhores jogadores do Mundial são sul-americanos. A torcida corintiana era maioria no Estádio de Yokohama, no Japão, fazendo a festa e gritando em português para o mundo inteiro. Um reparo que é necessário fazer é quanto à má qualidade do gramado. Se o Japão quer sediar os Mundiais de Clubes, tem que cuidar melhor da estrutura dos seus estádios. Em terceiro no Mundial, ficou o Monterrey, do México, que venceu o Al Ahly, do Egito, por 2 x 0. Esta é nona edição do Mundial Interclubes organizado pela FIFA, e a quarta vez que a competição é vencida por um clube brasileiro: 2000 (Corinthians), 2005 (São Paulo), 2006 (Internacional), 2007 (Milan), 2008 (Manchester United), 2009 (Barcelona), 2010 (Internacionale de Milão), 2011 (Barcelona), 2012 (Corinthians). Em apenas cinco anos, o Corinthians foi do rebaixamento para a Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro em 2007 para a conquista de dois dos mais importantes títulos mundiais de clubes do mundo este ano: a Libertadores e o Mundial. Parabéns para o Corinthians e para a sua torcida! É mais um título mundial para o futebol brasileiro!  fr

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Dica de filme

O Desaparecimento do Gato
(“El Gato Desaparece”)
Argentina, 2011, Suspense
Direção: Carlos Sorin
Com: Luis Luque e Beatriz Spelzini
Quando o marido, professor universitário, tem alta de uma clínica psiquiátrica, após ter tido um surto e agredido um colega, a esposa passa a temer pelo seu comportamento estranho em casa. Com o sumiço do gato de estimação, a suspeita de que o marido o tenha matado e que ela possa também ser a próxima vítima faz com que ela passe a ter pesadelos e fique apavorada com o que possa acontecer. Suspense até o final. fr

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Navegue, mas nunca deixe de ler um bom livro!


Navegar na internet é muito bom, mas, na minha opinião,
nunca substituirá a leitura de um bom livro! fr

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Brasil é tricampeão mundial invicto no futsal feminino

O Brasil conquistou, invicto, o tricampeonato mundial de futsal feminino, ao vencer Portugal por 3 x 0, na cidade portuguesa de Oliveira de Azeméis, em Aveiro. Os gols foram marcados por Cilene, Vanessa e Marcela. A campanha vitoriosa do Brasil: 6 x 1 Irã, 3 x 2 Portugal, 16 x 0 Venezuela, 5 x 0 Japão, 1 x 0 Rússia e 3 x 0 Portugal. O Brasil fez 34 gols e sofreu apenas 3, em um domínio incontestável. Esta foi a terceira edição do Torneio Mundial de Futsal feminino, competição ainda não organizada oficialmente pela FIFA, como ocorre na versão masculina, que já foi vencida pelo Brasil em seis das oito edições disputadas. fr

domingo, 9 de dezembro de 2012

Jornal espanhol ainda pensa que Ronaldinho Gaúcho está no Flamengo...


O jornal espanhol "Marca" cometeu uma falha na sua edição de sexta-feira ao se referir ao jogador Ronaldinho Gaúcho como ainda sendo jogador do Flamengo. Alguns leitores alertaram para o erro, e o jornal em seguida corrigiu, mas ainda mantendo a fotografia do jogador com a camisa rubro-negra, apostando, claro, na ignorância dos leitores espanhóis, que não devem saber diferenciar a camisa do Flamengo e do Atlético Mineiro. Em plena era da internet, este é um erro que não pode mais acontecer, bastava uma rápida consulta pelo jornal para saber qual o clube atual do Ronaldinho e qual a camisa do seu clube. Faltou atenção e preocupação com a precisão da informação por parte do jornal, tremenda bola fora!  fr


sábado, 8 de dezembro de 2012

Bolívia será próximo membro efetivo do Mercosul

A Bolívia será o sexto país integrante do Mercosul (Mercado Comum do Sul), que vem a ser uma União Aduaneira, ou seja, uma área de livre comércio com uma tarifa externa comum. Ontem, foi assinado em reunião de cúpula em Brasília o protocolo de adesão desse país, que virá a ser concretizada após a aprovação dos Congressos dos membros efetivos: Brasil, Argentina, Uruguai, Venezuela e o Paraguai, suspenso desde o impeachment do então presidente Fernando Lugo, em junho deste ano. A Bolívia é um Estado associado ao Mercosul, assim como Chile, Peru, Colômbia e Equador, país que já demonstrou a intenção de se associar de forma efetiva ao bloco. O Suriname também manifestou o desejo de passar a ser Estado associado. É mais um passo para a união dos países da América do Sul, através da UNASUL (União de Nações Sul-Americanas), o que, após ser concretizada, substituirá os blocos Mercosul e a Comunidade Andina de Nações, e tornará os países mais fortes para negociar com os EUA e a União Europeia. fr

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Brasil 2 x Itália 3: uma das minhas partidas inesquecíveis!

Já há muito tempo eu queria rever o jogo Brasil e Itália, pela Copa do Mundo da Espanha, de 1982. O Brasil tinha um timaço, era o grande favorito para ser campeão, e não vencia um Mundial há 12 anos. A partida ocorreu no dia 5 de julho, no estádio Sarrià, em Barcelona, válida pelo grupo C da segunda fase do Mundial. E nós tínhamos a nosso favor a vantagem de nos classificarmos à próxima fase com um empate por qualquer placar, já que a seleção brasileira tinha um gol a mais do que os italianos. Mas o Brasil perdeu por 3 x 2.
Ao que consta, o time não tirou a tradicional foto antes do início da partida com a Itália.
Nesta, vê-se o time que inicou jogando no dia 5 de julho de 1982.
Eu tinha apenas 14 anos e fiquei muito triste, claro. Somente por estes dias, mais de 30 anos depois, eu voltei a assistir a essa partida. E passo para o meu blog o que eu achei de mais interessante. Desta vez, assistir a esse jogo não teve a mesma emoção e tristeza daquele dia, ao vivo, mas nem por isso deixou de ser interessante rever uma das partidas mais marcantes da minha vida.

A seleção brasileira era formada por Waldir Peres; Leandro, Oscar, Luisinho, Júnior; Cerezo, Falcão, Sócrates, Zico; Serginho e Éder. O treinador era Telê Santana, que também viria treinar o Brasil na Copa seguinte, no México. Assisti a partida através do youtube (a imagem não é lá essas coisas, mas dá para assistir bem), a transmissão foi da Globo. A narração foi de Luciano do Valle e os comentários de Márcio Guedes, ambos não estão mais na emissora já há muito tempo. O Brasil jogou com o seu uniforme mais tradicional, camisa amarela, calção azul e meias brancas. A Itália jogou de camisa e meias azuis e calção branco.

 O time titular do Brasil na Copa do Mundo da Espanha.

Algumas curiosidades da época:

. Os goleiros podiam agarrar com as mãos a bola quando atrasada por um companheiro;

. Nas cobranças de faltas, o árbitro israelense Abraham Klein não contava os nove passos para marcar a posição das barreiras das duas seleções, que se  adiantavam muito, com a conivência do árbitro (o spray utilizado hoje em dia no Brasil seria muito útil naquele dia);

. Nesta partida, pelo menos, os dois treinadores limitavam-se a ficar sentados no banco, junto aos reservas, e não ficavam em pé, como atualmente é permitido;

. A transmissão da Copa do Mundo era feita pela TV espanhola, mas a Globo colocou nos jogos do Brasil câmeras exclusivas mostrando ao vivo imagens das torcidas e de alguns lances específicos;

. Nos gols brasileiros, a Globo mostrava a assinatura do jogador, eram gols “assinados”, algo bem legal, mas que já não vejo mais fazerem há bastante tempo;

. O estádio Sarrià foi demolido em 1997, e construído no seu lugar um luxuoso conjunto residencial.

A partida começou mal para o Brasil. Logo aos 4’50” do primeiro tempo, a Itália fez 1 x 0. Em um cruzamento de Cabrini pela intermediária esquerda, ninguém cortou, e Paolo Rossi cabeceou para fazer o primeiro dos três gols que faria naquele dia. Aos 10’20”, Serginho perdeu um gol cara a cara com o goleiro italiano, chutando muito mal. Serginho, aliás, foi o único jogador que atuou muito mal nesta partida, foi muito marcado e não conseguiu abrir espaços na defesa italiana. Não era ele o preferido de Telê Santana. Reinaldo, do Atlético Mineiro, não foi convocado, por estar se recuperando de contusão. E Careca era para ser o titular, mas também se contundiu já na Espanha, pouco antes da estreia do Brasil, e foi cortado. Serginho acabou sendo o titular.

O empate do Brasil veio logo em seguida, aos 11’55”, em uma linda jogada de Zico, que driblou Gentile e deu o passe para Sócrates penetrar e chutar no canto esquerdo de Zoff. Cinco minutos depois, Gentile fez falta em Zico e recebeu cartão amarelo. Gentile passou a partida inteira marcando Zico, e já devia ter recebido antes um cartão amarelo, fez outras faltas para cartão, mas o árbitro não deu. Gentile deveria ter sido expulso. Abraham Klein deixou também de dar outros cartões amarelos, para os dois lados. O árbitro não esteve bem na partida, inclusive permitindo a cobrança de faltas com a bola em movimento. Zico, por sua vez, deveria ter explorado o fato de seu marcador ter um cartão logo no início da partida e tentado mais jogadas individuais em cima dele, para que ele recebesse outro cartão.

O 2º gol da Itália, aos 24’45”, foi resultado de um erro infantil de Toninho Cerezo, que, na intermediária do Brasil, deu um passe de maneira displicente da direita para o meio-campo. Paolo Rossi se adiantou a dois brasileiros, cortou o “passe”, penetrou e chutou forte para fazer o segundo da Itália. Não se pode tomar um gol assim em Copa do Mundo! Na partida toda, a propósito, os dois times erraram muitos passes.

Aos 41 minutos, Gentile puxou a camisa de Zico, já dentro da área italiana, mas o árbitro não marcou pênalti. Zico reclamou bastante, mostrando a sua camisa rasgada (foto). Poderia ter sido o gol de empate brasileiro. O árbitro israelense não apenas não marcou o pênalti, como marcou toque de mão do Zico na bola, ou seja, falta contra o Brasil!

Aos 12’50” do segundo tempo, Paolo Rossi perdeu um gol cara a cara com Waldir Peres, que saiu muito bem do gol. Mas, aos 23 minutos, Júnior virou o jogo para a direita do ataque brasileiro, passando para Falcão, que enganou três jogadores italianos fingindo que ia passar para Cerezo, e, da entrada da grande área, acertou um lindo chute no canto direito do gol da Itália, um golaço. O Brasil conseguia o empate, faltando pouco mais de 20 minutos para o fim da partida, resultado que nos classificava para a próxima fase. Em seguida, Telê Santana tirou Serginho, colocando em seu lugar Paulo Isidoro.

Aos 25 minutos, Éder roubou uma bola na intermediária e poderia ter passado para Sócrates fazer o gol, excelente oportunidade perdida para o Brasil. Mas, quatro minutos depois, após uma cobrança de escanteio, a bola sobrou livre para Paulo Rossi, de novo, marcar o terceiro gol da Itália, em uma distração da defesa que o deixou sem marcação. Júnior ainda levantou o braço pedindo o impedimento, mas ele próprio dava condições a Rossi. Marcio Guedes, o comentarista, passou a partida inteira esbanjando otimismo, sempre destacando a superioridade técnica brasileira, e que o Brasil tinha totais condições de se classificar, o que acabou não acontecendo.

Aos 37 minutos, a torcida italiana gritava olé, já confiante. Aos 42’40”, Antognoni, que tinha acabado de entrar, recebeu passe de Oriali e fez o que seria o quarto gol italiano, mas o árbitro israelense anulou. O locutor, Luciano do Valle, disse na narração que foi “bem marcado o impedimento”. Mas, vendo a imagem, percebe-se que Oscar dava condições, na mesma linha (foto), portanto, foi mal anulado.

Em seguida, foi a vez do Brasil quase fazer o que seria o gol de empate, o gol da classificação. Aos 43’30”, Éder cobrou uma falta, lançando a bola para a área. Oscar cabeceou no canto inferior esquerdo do gol, mas Zoff fez uma difícil defesa em cima da linha. Oscar, Sócrates e Zico chegaram a pedir o gol. Recentemente, em entrevista à televisão, Oscar disse que aquele teria sido o gol da sua vida, e teria sido mesmo! O árbitro terminou o 2º tempo, assim como o primeiro, dando apenas pouco mais de um minuto de acréscimo; para ser correto, deveria ter dado pelo menos cinco em cada um. Mais um erro da arbitragem.
 
Além de Paolo Rossi, por ter feito os três gols da Itália, o grande nome da partida, em minha opinião, foi justamente o goleiro italiano, Dino Zoff, que somente teve uma falha, quando aos 37’30” do segundo tempo “furou” ao tentar chutar a bola, mas seus companheiros foram rápidos para tirar o perigo. Zoff e Rossi foram decisivos para a vitória italiana. O goleiro brasileiro, Waldir Peres, não foi tão exigido, mas esteve bem, e não teve culpa em nenhum dos gols italianos.

O capitão Sócrates, Falcão e Zico foram os melhores do Brasil, mas todos estiveram bem, com exceção de Serginho, muito marcado. Leandro não esteve bem no primeiro tempo, mas se recuperou no segundo. Foi uma partida sensacional, de muitas chances dos dois lados. O Brasil perdeu, e o futebol também, porque aquela seleção era, com certeza, a melhor e mais técnica do Mundial da Espanha. Mas, ganha quem faz mais gols, e a Itália soube se aproveitar dos erros brasileiros e foi mais eficaz.

Na época, os gols do Brasil eram assinados pelos seus autores, muito bacana, podiam voltar com isso!
Até aquela partida, Paolo Rossi não tinha feito nem um gol sequer no Mundial, mas acabou sendo o artilheiro, com 6 gols. E a Itália por muito pouco não foi eliminada da Copa do Mundo logo na primeira fase. Conseguiu passar à segunda fase, atrás da Polônia, apenas pelo critério de desempate, pois tinha mais gols do que a então estreante seleção de Camarões. Brigada com a imprensa do seu país, quase voltou para casa com três jogos e três empates, sem nenhuma vitória. Depois, venceu a Argentina (2 x1 ), o Brasil (3 x 2), a Polônia (2 x 0) e a Alemanha, na final (3 x 1). A decisão do Mundial foi apitada pela primeira vez por um árbitro não europeu, o brasileiro Arnaldo Cesar Coelho, atualmente comentarista de arbitragem da Rede Globo. Na decisão do terceiro lugar, Polônia venceu a França por 3 x 2.

O Brasil terminou o Mundial da Espanha em quinto lugar, mas até hoje tem aquela seleção apontada pelo que ficou conhecido como “futebol-arte”. Lembro-me bem de que as ruas do Brasil estavam pintadas e enfeitadas com as cores da bandeira brasileira, a animação e confiança eram grandes, eu mesmo tinha colocado um desenho meu do Pacheco, personagem criado pela Gillette, na janela do apartamento onde morava com a minha família. E os resultados da seleção até então justificavam a confiança: 2 x 1 URSS, 4 x 1 Escócia, 4 x 0 Nova Zelândia e 3 x 1 Argentina (até então, a atual campeã).

Hoje, muitos criticam Telê Santana por não ter jogado contra a Itália pelo empate, aproveitando a vantagem que nos favorecia. Mas, se o Brasil jogasse pelo empate e perdesse, esses mesmos que o criticam até hoje, também o criticariam da mesma forma, afinal, diriam, “com um timaço daqueles, como o Brasil foi jogar pelo empate?”. É mais fácil falar após saber o resultado.

Apesar de não termos sido campeões, é bom saber que a seleção brasileira de 1982 será sempre lembrada por ter jogado da maneira que todos que gostam do bom futebol querem, no ataque, buscando o gol. Brasil e Itália foi um jogaço, qualquer uma das seleções poderia ter saído de campo com a vitória. Como disse o locutor Luciano do Valle durante a transmissão, este foi “o jogo que você jamais vai esquecer!” E tinha razão, foi uma das partidas inesquecíveis que eu assisti, o resto faz parte da História! E, afinal de contas, o Brasil veio a conquistar mais dois títulos mundiais depois, em 1994 e 2002. E a final desta última é outra partida inesquecível. Mas, esta é uma história para um outro dia...    fr

domingo, 2 de dezembro de 2012

Agente 86


Agente 86 era uma das séries que eu assistia quando criança. Eram já as reprises, que a TV exibia, mas continuavam muito engraçadas, como, aliás, continuam até hoje. A série teve início na TV dos EUA em 1965, em plena Guerra Fria, quando o Agente 007 fazia sucesso no cinema. E é justamente esse período de tensão no mundo, com a disputa entre o lado capitalista e o comunista, agentes secretos e equipamentos ultra modernos para espionagem e contra-espionagem, que a série satirizava. O atrapalhado Agente 86, Maxwell Smart (Don Adams), com a ajuda da Agente 99 (Barbara Feldon) pertenciam à secreta organização C.O.N.T.R.O.L.E., dirigida por... Chefe (era assim mesmo que ele era conhecido!), vivido pelo ator Edward Platt. Entre os mais engraçados e utilizados equipamentos da série estavam o sapato-fone, usado pelo Agente 86, e o cone-do-silêncio, em que ele e o Chefe tinham as suas conversas mais secretas, sempre com muita confusão, claro. Eles combatiam a organização criminosa K.A.O.S., com o agente Siegfried (Bernie Kopell), um alemão com um jeitão nazista. Eu fiz questão de comprar as cinco temporadas completas e seus 138 episódios para poder assistir sempre que der vontade, afinal a TV já não reprisa mais. Para que os leitores do blog possam conhecer, ou rever, um pouco do Agente 86, o vídeo é do episódio 25 da  segunda temporada, “Espião por Distração”. Em especial, reparem na abertura da série e a marcante música, sensacional. Assista e divirta-se! fr
 

sábado, 1 de dezembro de 2012

Sorteio atrapalhado define grupos da Copa das Confederações 2013


Hoje, foram definidos no Centro de Exposições do Anhembi, em São Paulo, com a presença da presidente Dilma Rousseff, os dois grupos da Copa das Confederações, que será realizada entre 15 e 30 de junho do ano que vem no Brasil. O Brasil foi cabeça de chave do grupo A, e enfrentará as seleções da Itália, México e Japão. A Itália já estava antecipadamente definida a nos enfrentar, assim como o Uruguai teria que ficar no grupo da Espanha, a outra cabeça de chave, já que dois países do mesmo continente não poderiam ficar no mesmo grupo. O grupo B, da Espanha, tem também Uruguai, Taiti e o campeão da Copa Africana de Nações, a ser conhecido em fevereiro de 2013.
O sorteio foi uma sucessão de trapalhadas do secretário-geral da FIFA, o francês Jérôme Valcke, e do chef de cozinha brasileiro, Alex Atala, convidado a sortear as bolinhas. A outra convidada foi a modelo Adriana Lima. Alex se confundiu ao pegar as bolinhas, e Jerome Valcke não o corrigiu a tempo. Resultado: no grupo do Brasil acabaram ficando as seleções do México e do Japão, quando deveria ficar uma ou outra. Assim, o Brasil pegou as duas seleções mais fortes entre as intermediárias que participarão da Copa das Confederações. A Espanha, que não tem nada com isso, deve estar comemorando, pois se livrou dessas duas e ainda por cima vai jogar com uma seleção africana e a fraca Taiti.
Esta será a nona edição da Copa das Confederações, já vencida pelo Brasil três vezes: em 2009, na África do Sul, em 2005, na Alemanha, e em 1997, na Arábia Saudita. As primeiras edições foram realizadas em 1992 e 1995, também na Arábia Saudita, e foram vencidas, respectivamente, pela Argentina e Dinamarca. Em 1999, o anfitrião foi o México, que também foi o campeão. Em 2001, a Copa foi realizada na Coreia do Sul e Japão, e vencida pela França. Em 2003, a França sediou e venceu a competição.
Os participantes da Copa das Confederações de 2013 serão: Brasil (país-sede), Espanha (campeã mundial), México (campeão da Copa de Ouro da Concacaf), Uruguai (campeão da Copa América), Japão (campeão da Copa da Ásia), Taiti (campeão das Nações da Oceania), Itália (representando o continente europeu, como vice-campeã da Eurocopa), e uma seleção africana (campeã a ser definida no próximo mês de fevereiro da Copa Africana de Nações).
A competição será disputada em seis cidades-sede: Brasília, Belo Horizonte, Fortaleza, Recife, Salvador e Rio de Janeiro, onde ocorrerá a grande final. Ao sorteio, estiveram presentes o treinador Felipe Scolari, e o coordenador técnico Carlos Alberto Parreira, pelo Brasil; Vicente Del Bosque, pela Espanha; Cesare Prandelli, pela Itália; Óscar Tabárez, pelo Uruguai; Alberto Zaccheroni, pelo Japão; Jose Manuel de La Torre, pelo México; e Eddy Etaeta, pelo Taiti.
A Copa das Confederações começará no dia 15 de junho de 2013, com a partida Brasil x Japão, em Brasília. Depois, o Brasil pegará o México no dia 19, em Fortaleza; e no dia 22, em Salvador, será realizado o grande clássico com a Itália. A final será no dia 30 de junho, no Maracanã. Será o grande preparativo para o Brasil organizar mais uma Copa do Mundo, em 2014. Espero que quando forem sortear os grupos do Mundial, não se repitam as trapalhadas de hoje! E que o Brasil conquiste mais uma, claro! fr

Os atrapalhados Alex Atala e Jérôme Valcke, e, ao lado, Adriana Lima, participaram do sorteio das chaves.
Foto: Andre Penner/AP