SEJA ÉTICO

SEJA ÉTICO: Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução do conteúdo deste blog com a devida citação de sua fonte.

sábado, 30 de novembro de 2013

Rebatizar o Estádio Olímpico como Nilton Santos é uma homenagem merecida!


Com o falecimento recente de Nilton Santos, sugestões têm sido dadas ao Botafogo para imortalizar a camisa 6. Assim, nenhum outro jogador poderia vesti-la no futuro. Nunca mais! Eu não considero esta a melhor ideia para homenagear Nilton Santos. Esta prática é mais comum nos Estados Unidos, em esportes como basquete, por exemplo. Alguns clubes de futebol no Brasil e no mundo já fizeram isso, inclusive seleções nacionais. Mas nem sempre dá certo.
 
O Vasco da Gama imortalizou a camisa 11 de Romário há alguns anos, mas quando a diretoria mudou, a camisa deixou de ser imortalizada. Maradona teve a camisa 10 da Argentina imortalizada, mas a FIFA exige que, em jogos oficiais, as seleções nacionais escalem seus jogadores respeitando uma ordem numérica de 1 a 11 para os titulares e partir de 12 para os reservas, respeitando esta sequência. A CONMEBOL tem a mesma postura para suas competições (Copa Libertadores e Copa Sul-Americana), o que inviabilizou a imortalização da camisa 10 do Santos, em homenagem a Pelé.
 
Alguns clubes também imortalizam a camisa 12, em homenagem às suas torcidas. Não acho legal. Se a camisa 10 do Brasil, por exemplo, tivesse sido imortalizada, e ninguém mais do que Pelé merece esta homenagem, outros craques que o sucederam na seleção não poderiam tê-la usada: Rivelino e Zico, por exemplo. E se mais jogadores em um mesmo clube ou seleção forem homenageados, os clubes e seleções acabariam por ter que recorrer a números com várias dezenas para escalar os seus times. Alguns clubes fazem isso. O jogador entra em campo com a camisa 99, outro com a camisa 255 etc. Fica muito estranho! E não tem nada a ver com a tradição do futebol.
 
Que se homenageie Nilton Santos de outra maneira. Por exemplo, que se rebatize o Estádio Olímpico João Havelange (ex-dirigente envolvido com uma série de acusações de corrupção e fraudes) com o nome dele. Se o estádio, que é da prefeitura do Rio de Janeiro e gerido pelo Botafogo, pode ter estátuas em sua entrada em homenagem a jogadores desse clube, como o próprio Nilton Santos, Jairzinho e Zagallo, por que não pode ter o nome de um jogador botafoguense? Alguns alegam que o estádio pode deixar de ser arrendado pelo Botafogo um dia, e passar à administração de outro clube rival. Então, se isto acontecer, vão fazer o que com aquelas estátuas? Retirá-las apenas porque o arrendatário seja outro? Fica a minha sugestão: entre outras possíveis e merecidas homenagens que podem vir a ser feitas pelo Botafogo e pela CBF a Nilton Santos, rebatizar o Estádio Olímpico com o seu nome é uma delas!   fr

Frases

 "Lutam melhor os que têm
belos sonhos."  Che Guevara

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Morre o melhor lateral esquerdo de todos os tempos

Quarta-feira, dia 27, morreu um dos maiores jogadores de futebol do mundo, ídolo do Botafogo e da seleção brasileira: Nilton Santos. Aos 88 anos, o "Enciclopédia do Futebol", como ficou conhecido, sofria de mal de Alzheimer, e faleceu de infecção pulmonar. A longa e vitoriosa carreira profissional de Nilton Santos é toda ligada apenas a duas únicas camisas que vestiu em sua vida, a do Botafogo e da seleção brasileira. No Glorioso, disputou 718 jogos, o jogador que mais vestiu a camisa do clube; foi campeão em 1962 e 1964 do Torneio Rio-São Paulo, e em 1948, 1957, 1961 e 1962 do campeonato estadual, além de outros títulos nacionais e internacionais. Pela seleção brasileira, disputou 75 jogos oficiais e dez não oficiais, e quatro Copas do Mundo, sendo bicampeão mundial em 1958-1962. Em 1950, foi reserva. Marcou 11 gols na carreira, sendo dois pela seleção, o que é muito para a época em que jogou. Em 2000, foi apontado pela FIFA como o melhor lateral esquerdo de todos os tempos, fazendo parte da seleção do século 20. Uma carreira fantástica! Parabéns, botafoguense de coração Nilton Santos!  fr

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Memes_1

Simplificando, meme é algo que se divulga e se espalha na internet repetidamente. Pode ser uma frase, um vídeo, uma imagem ou montagem. Criei essas por diversão, espero que gostem.   Hoje, a primeira (de muitas!).   fr

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Pérolas da internet _ 1

Inauguro mais uma seção no meu blog: Pérolas da internet, em que seleciono e coloco aqui algumas das mais absurdas, 'sem-noção', ridículas, engraçadas, estranhas e/ou idiotas manifestações dos internautas na rede mundial. Divirtam-se! rsrs   fr

Hoje em dia, as adolescentes estão pagando caro para ter uma roupa manchada e rasgada. É moda... Sinal dos tempos!   fr

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Fantasma de 1950 é o "craque" do Uruguai para 2014

Quarta-feira, dia 20, o Uruguai empatou em 0x0 com a Jordânia no estádio Centenário, em Montevidéu, e garantiu uma vaga para a Copa do Mundo, na repescagem. A primeira partida foi vencida pelos uruguaios por 5x0, na Jordânia. Antes do jogo, os campeões de 1950 foram homenageados, em especial Ghiggia, o autor do gol da vitória sobre o Brasil por 2x1, no Maracanã, e único jogador ainda vivo da celeste, com quase 87 anos. No mesmo dia, a patrocinadora do material esportivo da seleção uruguaia, Puma, lançou uma propaganda em que brinca: ‘El fantasma del 50 ya está en Brasil’. No vídeo publicitário, um "fantasma", com um lençol azul muito tosco, anda pelo Rio de Janeiro e assusta os brasileiros. Uma lembrança, claro, do "Maracanaço". Foi um sucesso no Uruguai. Mas os jogadores da seleção vizinha não gostaram muito, dizendo que pode lhes causar problemas com os brasileiros, que podem se sentir provocados. Não me ofendi com a propaganda, levei com humor. Vamos ver se em 2014 o Uruguai vai ter a mesma força que teve em 1950 para chegar à final. Agora, se a final se repetir ano que vem, sou mais o Brasil, mas com humildade, claro, que foi o que faltou em 1950!   fr

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

A imprensa divulgou este fim de semana a prisão de um holandês no aeroporto de Rochambeau, na Guiana Francesa, tentando contrabandear 12 beija-flores dentro da calça. É o conhecido tráfico de animais silvestres, que os retira de países da América, incluindo o Brasil, e os leva para os Estados Unidos e Europa, onde são revendidos em dólar e euro. Uma vergonha dupla! Desses criminosos que contrabandeiam os animais, e daqueles que os compram. Muitos animais chegam a seus destinos doentes, mortos, ou com as asas e patas quebradas, sendo depois sacrificados. Os beija-flores estavam amarrados com pedaços de pano e presos no interior da calça do holandês. De acordo com as notícias, as autoridades que efetuaram a prisão acreditam que os bichinhos não estavam sedados. Nem o nome, nem a imagem do traficante foram divulgados, apenas que ele já foi preso anteriormente pelo mesmo crime. Lamentável! Infelizmente, isto mostra que este tipo de crime vai continuar sendo praticado. Enquanto as penas não forem suficientemente severas, a fiscalização nas fronteiras for ineficiente em sua maioria, e, principalmente, houver mercado nos países europeus e nos Estados Unidos, os pobres animais vão continuar a sofrer. Este traficante foi preso, mas muitos outros não.   fr

domingo, 24 de novembro de 2013

Brasil é o campeão dos campeões no masculino e no feminino

Uma semana após as meninas, a seleção brasileira masculina de vôlei conquistou o título da Copa dos Campeões. A final foi disputada hoje em Tóquio, e o Brasil derrotou a Itália por 3x2 (25/22, 25/22, 23/25, 20/25 e 15/11). Assim como no feminino, a Copa dos Campeões é sempre disputada no Japão, país sempre presente, mais cinco seleções, sendo os quatro campeões continentais e uma equipe convidada. Disputada a cada quatro anos, a competição teve início em 1993. Nas seis edições já disputadas, este é o quarto título do Brasil, e o terceiro consecutivo, tendo sido campeão em 1997, 2005, 2009 e 2013. Em 1993, a campeã foi a Itália, e em 2001, Cuba. A campanha vitoriosa do Brasil em 2013: 3x1 Irã (25/16, 25/17, 25/27 e 25/23); 3x0 EUA (31/29, 25/23 e 25/23); 3x0 Japão (25/17, 25/23 e 25/18); 2x3 Rússia (25/20, 25/22, 21/25, 17/25 e 9/15); 3x2 Itália (25/22, 25/22, 23/25, 20/25 e 15/11). A Rússia terminou em segundo, Itália em terceiro, Irã em quarto, EUA em quinto e Japão em sexto.   fr


Dica de livro: "Pelé a Autobiografia"

Edson Arantes do Nascimento: Pelé a Autobiografia, redatores: Orlando Duarte e Alex Bellos, escrito originariamente em inglês e traduzido para português por Henrique Amat Rêgo Monteiro; editora Sextante, 2006, 304 páginas.
 
O nome, Edson, foi colocado em homenagem a Thomas Edison. Pouco antes do nascimento do menino, sua cidade natal, Três Corações, recebeu a eletricidade. A intenção era ser Edson sem o 'i', mas o cartório cometeu um erro e inseriu a letra, o que aborrece Pelé. A data de nascimento também tem um erro: Pelé nasceu em 23 de outubro de 1940, ao contrário de 21, como aparece na certidão. O apelido, Pelé, o deixava irritado quando criança, chegava a brigar com os colegas que o chamavam assim, e até foi suspenso por bater em um no colégio. O apelido teria origem em um goleiro, conhecido como "Bilé", companheiro de time do pai, João Ramos do Nascimento, o 'Dondinho'. Quando criança, Edson dizia que ia ser goleiro como "Pilé" e as pessoas entendiam "Pelé". Um menino começou a chamá-lo de "Pelé" e os outros fizeram o mesmo. Somente mais tarde Edson passou a gostar desse apelido, que se tornou mundialmente conhecido.
O primeiro clube pelo qual o menino Edson torceu foi o Corinthians. Torcia ouvindo os jogos no rádio e teve um time de botão corintiano. A paixão pelo Santos teve início em um jogo com o Comercial, pelo campeonato paulista, e, claro, e se solidificou nos anos seguintes. Já em Santos, jogando no clube aos 15 anos, chegou a morar em um dos quartos embaixo das arquibancadas. Na final de um torneio do sub-16, Edson perdeu um pênalti e o Santos o título. Triste e sentindo-se culpado, na manhã seguinte arrumou suas coisas e resolveu voltar para a casa dos pais, na época morando em Bauru. Mas, para felicidade dele e do futebol, foi impedido por um dos funcionários, pois não tinha autorização para sair sozinho do clube, por ser menor de idade. Se tivesse abandonado o Santos naquele dia, acredita, nunca mais teria sido aceito de volta.
No livro, Pelé fala dos jogos mais importantes da carreira, da família, do sucesso e também dos fracassos. Perdeu praticamente todo o patrimônio por causa de um procurador, seu padrinho do primeiro casamento. Anos mais tarde, fechou sua empresa e processou o sócio, perdendo novamente muito dinheiro. "Esta é uma das razões pelas quais ainda trabalho tanto: preciso pagar muitos advogados." Pelé conta que é da terceira geração livre da família, seus bisavós eram escravos. "Nascimento era o nome do proprietário da fazenda onde trabalhava o primeiro dos meus ancestrais a chegar ao Brasil".
Conta também que teve dois filhos de relações fora do casamento. Sandra Regina Machado entrou na justiça para ser reconhecida como filho de Pelé, escreveu um livro ("A Filha que o Rei Não Quis"), foi eleita vereadora em Santos e faleceu em 2006. "A minha irmã Maria Lúcia foi conversar com ela e teve a impressão de que ela estava mais interessada em dinheiro do que em ficar comigo." Flávia Christina Kurtz, ao contrário, foi reconhecida por Pelé, que pagou seus estudos e uma pensão. "No instante em que a minha mãe a viu, soube que não seria necessário um teste de DNA: aquela era sua neta, sem a menor dúvida."
Um fato curioso relatado no livro. Após pesquisas sobre a carreira de Pelé, foram descobertas algumas partidas "perdidas". "Esta última pesquisa sugere que Pelé marcou de fato seu milésimo gol antes da famosa partida contra o Vasco da Gama, em 19 de novembro de 1969 (...). De maneira semelhante, o milésimo jogo da carreira de Pelé foi festejado na ocasião como sendo Santos x Transvaal, em 28 de janeiro de 1971, mas hoje parece provável que essa marca tenha sido atingida nove dias (e três partidas) mais cedo." Pelé, o atleta do século 20, disputou 1367 jogos e marcou 1283 gols; foi três vezes campeão mundial e é considerado por muita gente como o maior jogador de futebol de todos os tempos. O livro tem muitas fotos interessantes. Eu o comprei há uns anos para presentear um primo que mora em Portugal, mas ele não é mais encontrado nas livrarias, e tornou-se uma raridade, pelo menos no Brasil. Provavelmente deixou de ser vendido devido a brigas na Justiça. Quem se interessar pelo assunto, somente procurando em sebos.   fr

sábado, 23 de novembro de 2013

Empresas não respeitam consumidor, governo não impõe respeito


Esta é a embalagem do amaciante de roupas Mon Bijou, da Bombril. Alguém consegue ler o rótulo da sua embalagem? Só com lupa! Por que no Brasil, o governo permite que embalagens de produtos de limpeza e até de alimentação venham em letras tão minúsculas? E, claro, não é somente a Bombril a fazer isto. Até quando nós, consumidores, seremos tratados como cidadãos de segunda categoria? Lamentável!  fr

Libras

Usando a língua brasileira de sinais (libras).

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Cliente é ofendido pela Claro TV

De acordo com o UOL, ontem, dois funcionários da Claro TV foram demitidos por conta da agressão ao cliente. O empresário César Medeiros não decidiu ainda processar a empresa, o que, em minha opinião, era o que ele devia fazer. Essas empresas de telefonia e assinatura de TV a cabo não respeitam os consumidores no Brasil. A única maneira de mudar isto, é puni-las, forçando-as, assim, a mudarem o seu comportamento. Esta não é a primeira vez que um cliente é ofendido por essas empresas. No dia 2 de agosto do ano passado, eu registrei aqui no blog uma situação bem parecida. Uma cliente da Net, de nome Kátia, viu o seu nome substituído por 'Vadia' na fatura. Leia em: http://flavioroberto.blogspot.com.br/2012/08/como-net-trata-os-seus-clientes.html     fr    

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Estão definidos os países que disputarão a Copa do Mundo no Brasil

Estão definidas as 32 seleções que participarão ano que vem da Copa do Mundo no nosso país. Serão: Brasil (país-sede); Alemanha, Argélia, Argentina, Austrália, Bélgica, Bósnia, Camarões, Chile, Colômbia, Coréia do Sul, Costa do Marfim, Costa Rica, Croácia, Equador, Espanha, Estados Unidos, França, Gana, Grécia, Holanda, Honduras, Inglaterra, Irã, Itália, Japão, México, Nigéria, Portugal, Rússia, Suíça, Uruguai. Todos os campeões mundiais estarão no Mundial. O sorteio para definir os grupos na primeira fase será realizado no dia 6 de dezembro, na Bahia.  fr

Dica de filme: Elsa e Fred: Um Amor de Paixão

Elsa e Fred: Um Amor de Paixão ("Elsa y Fred”)
Espanha / Argentina, 2005, Comédia emocionante
Direção: Marcos Carnevale
Com: Manuel Alexandre e China Zorrila
Uma comédia leve, muito divertida e ao mesmo tempo emocionante. Em Madrid, a vida de Alfredo, que perdeu a esposa há sete meses, um senhor fechado, hipocondríaco e contido, muda com a sua ida para um apartamento cuja vizinha é completamente inconseqüente. Elsa, uma argentina que procura se divertir ao invés de aceitar os problemas da vida, tenta levar um pouco de aventura à vida do pacato vizinho. A amizade dos dois, no entanto, pode não ser aceita pelos filhos do casal. A atuação dos dois atores protagonistas é ótima, sem exageros. Manuel Alexandre nem parece estar atuando, tamanha a sua naturalidade. Fantástico! Ele foi indicado ao Prêmio Goya de Melhor Ator.   fr

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Cachorro de botafoguense nasceu com uma estrela no corpo

Semana passada, uma colega no trabalho me deu uma foto, que ela imprimiu no computador, mostrando um cachorro com uma estrela nas costas. Botafoguense como eu, ela mostrou para todo mundo e me garantiu que não era montagem. Na era da internet, fica mais fácil buscar as informações. rsrs De fato, não é montagem, e saiu uma matéria no Globo Esporte em maio de 2008 a respeito. É um beagle, na época com um ano e quatro meses, e seu dono é um botafoguense carioca que mora na Paraíba. O cachorrinho com uma marca de nascença no formato perfeito de uma estrela, símbolo maior do Botafogo, tem também um nome bem particular: Perivaldo, justamente o lateral direito que se encontra em Portugal morando na rua.  Espero que a estrela do cachorrinho brilhe sempre na vida dele!   fr

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Portugal conseguiu vaga para o Mundial do Brasil


Portugal venceu a Suécia hoje, em Estolcomo, por 3x2, e conseguiu a classificação para a Copa do Mundo do Brasil, ano que vem. Cristiano Ronaldo fez os três gols portugueses e o sueco Ibrahimovic fez para a Suécia. Portugal abriu o marcador, 1x0, a Suécia empatou e virou, mas a seleção portuguesa também conseguiu virar, e venceu a partida. Na sexta-feira passada, Portugal já vencera o primeiro confronto da repescagem das eliminatórias, em Lisboa, também com gol do marrento Cristiano Ronaldo. Não pude assitir à partida já que estava trabalhando, mas fiquei feliz. Esta será a sexta participação portuguesa em Mundiais, e a quarta consecutiva. Foi uma classificação conseguida na repescagem, mas em minha opinião é muito melhor ver Portugal de Cristiano Ronaldo do que a Suécia, com seu futebol tradicionalmente pouco criativo, apesar do goleador Ibrahimovic, outro marrento do futebol mundial. Parabéns portugueses!   fr

A imprensa de Portugal, claro, festejou a classificação para o Mundial
e o craque Cristiano Ronaldo.  Jornal 'Público'.

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Ex-jogador do Botafogo e da seleção vive nas ruas de Lisboa

Ontem navegando na internet, uma chamada me despertou a atenção: "Ex-jogador da seleção vira morador de rua em Lisboa". E informava logo abaixo: "Peri da Pituba jogou com Zico em 82." A mátéria é, na verdade, a reprodução de uma reportagem do programa Fantástico de ontem. Perivaldo foi lateral direito e jogou no Botafogo entre o final da década de 1970 e início de 1980, com o craque Mendonça. E chegou à seleção brasileira, apesar de suas limitações técnicas, tendo sido convocado pelo técnico Telê Santana. Foi titular da seleção brasileira no amistoso de 3 de março de 1982, disputado no Morumbi, contra a Tchecoslováquia, que terminou empatado em 1x1, jogando com Zico, Júnior, Sócrates e Jairzinho. Nesse dia, chegou a salvar um gol feito, em cima da linha do gol. Não foi para o Mundial de 1982, na Espanha, mas, também, o titular da posição era ninguém menos do que Leandro. O reserva convocado foi Edevaldo, do Internacional, mais conhecido por ter jogado no Fluminense, antes. Escrevi aqui no blog, em 14/9/2012, um texto sobre o meu time de botão, em que ele é um dos meus escalados.
Muito triste ver na reportagem Perivaldo revirando lixeiras, pegando um paletó velho e o vestindo. É informado que ele diz ter jogado na Coréia do Sul e em Portugal, mas o repórter informa ter entrado em contacto com a Federação Portuguesa de Futebol, onde não consta nenhum registro da passagem do jogador brasileiro, Perivaldo Lúcio Dantas. Aos 60 anos, sem alguns dentes, vende roupas usadas na 'Feira da Ladra', em Lisboa, e mora na rua. Perivaldo conta na reportagem que chegou a ter um relógio Rolex, joias que valiam "para mais de 200 mil euros" e uma casa avaliada, segundo ele, em "300, 400 mil euros". Hoje, vive na rua. Como é que pode ter perdido todo esse dinheiro? E que tem saudades da mulher e dos netos, que estão no Brasil, mas não se fala na reportagem por que estão separados. A reportagem termina com uma declaração do vice-presidente da Federação Nacional dos Atletas de Futebol, Alfredo Sampaio, em que diz que "Se a questão for ele voltar para o Brasil, vamos patrocinar a volta dele”. Antes de escrever este texto, encontrei outra reportagem sobre Perivaldo na internet. Uma matéria da TV portuguesa RTP1, de 2012, em que o ex-jogador diz "Para me entrevistar, vai ter que pagar!". E se gaba: "Eu era jogador da seleção brasileira, rapá!". Triste, muito triste!   fr


domingo, 17 de novembro de 2013

Brasil é o campeão dos campeões!

O Brasil conquistou hoje mais um título internacional no vôlei. As meninas venceram a seleção do Japão, em Tóquio, por 3x0 e conquistaram a Copa dos Campeões. Com apenas uma derrota no ano, este é o quinto título da seleção feminina em 2013 (Copa dos Campeões, Sul-Americano, Grand-Prix, Alassio e Montreux). Os EUA ficaram com a medalha de prata, o Japão com o bronze, a Rússia em quarto, a Tailândia em quinto e a República Dominicana em sexto. A campanha vitoriosa do Brasil: 3x0 Estados Unidos (26/24, 26/24 e 25/20), 3x0 Tailândia (25/18, 25/17 e 25/17), 3x1 República Dominicana (25/20, 25/15, 22/25 e 25/19), 3x1 Rússia (18/25, 25/18, 25/22 e 25/19) e 3x0 Japão (29/27, 25/14 e 25/18). A Copa dos Campeões é disputada pelos campeões continentais, com a participação de mais uma equipe convidada, de quatro em quatro anos, sempre no Japão, que sempre participa, claro. Esta é sexta edição da competição, vencida pelo Brasil duas vezes. Os campeões das demais: 1993 (Cuba), 1997 (Rússia), 2001 (China), 2005 (Brasil), 2009 (Itália). Uma curiosidade: a levantadora da seleção japonesa, Nakamichi, tem somente 1,59m de altura.   fr

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Muito movimento na estação das barcas da Praça XV

Hoje, às 18:40, véspera de feriado, as filas para as barcas na
Praça XV, chegando embaixo da Perimetral.   fr

terça-feira, 12 de novembro de 2013

domingo, 10 de novembro de 2013

Vamos dar boas risadas


☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺
O Papa morreu, e foi para o Céu. Lá chegando, foi imediatamente retirado da fila (na verdade, atualmente não muito longa), e recebido pessoalmente por São Pedro. Estava mais do que honrado com a acolhida tão prestigiosa quando, de repente, apareceu um senhor de terno alinhado, cabelo engomado e pasta de couro, que também foi retirado da fila, mas levado diretamente para ser recebido por Deus.
Intrigado, o Papa foi perguntar a São Pedro:
- Quem é esse cara? Eu, que sou o representante de Deus na Terra, fui recebido por você, que é do segundo escalão... Quem será aquele para merecer ser recebido pelo Criador?
- É um advogado, respondeu São Pedro.
- Deve, então, ser um advogado muitíssimo importante!
- Não! É um advogado mixuruca, sem qualquer expressão.
- Então por que tanto privilégio?
- Papa, nós temos no Céu aos montes, mas advogado é o primeiro que chega aqui!
☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺
Na entrevista de emprego para trabalhar em um escritório de advocacia, um bacharel foi interrogado acerca de prazos processuais.
- Qual o prazo para a contestação?
- Vinte e quatro horas.
-Qual o prazo para o mandado de segurança?
- Vinte e quatro horas.
- Qual o prazo para ingressar com uma ação rescisória?
- Vinte e quatro horas.
Irritado, o examinador interrompeu o teste:
- Você está reprovado! Como pode um bacharel não saber um prazo processual?
O bacharel em Direito calmamente responde:
- Eu posso não saber nenhum prazo, mas, em compensação, não perco nenhum!
☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺
Como saber a diferença entre um matemático, um contador e um advogado?
Resposta: É só perguntar quanto é 2 + 2.
O matemático diz na hora: ‘Quatro’!
O contador diz: ‘Acho que três ou quatro. Deixe-me verificar as contas de novo!’
O advogado pensa um pouco, faz um ar malandro, aproxima-se de você e pergunta baixinho: ‘Quanto você quer que dê?’
☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺☺

sábado, 9 de novembro de 2013

Memorial Getúlio Vargas

Quinta-feira dia 7, conheci o Memorial Getúlio Vargas, localizado na Praça Luis de Camões, no bairro da Glória. O espaço circular, onde está a exposição permanente, fica no subsolo, e é constituído por painéis com textos em português e inglês, fotos, documentos impressos e um vídeo de cinco minutos sobre o presidente Getúlio Vargas, que governou o país de 1930 a 1945 e de 1951 a 1954. Há fotos muito interessantes, inclusive duas em que mostram Getúlio  jovem e de bigode, imagens pouco difundidas. A iluminação interior é fraca, o que dificulta a leitura de muitos textos nas mesas circulares, no interior. Segundo uma funcionária do Memorial, foi intencional, para dar uma sensação mais "intimista". Acho que exageraram. Inaugurado em 2004, o Memorial tem espaço para palestras e debates, e é também intenção colocar à disposição do público biblioteca e cinema. No lado de fora há um enorme busto de Getúlio Vargas, em um tamanho um tanto exagerado, em minha opinião. Podiam ter feito um busto menor, ou ainda uma estátua. De qualquer forma, para quem, como eu, gosta de História, é um passeio muito bacana.   fr
Na placa, referência a um trecho da carta-testamento, texto datilografado a pedido prévio de Getúlio ao amigo José Soares Maciel Filho: "Saio da vida para entrar na História."
Na reprodução à esquerda: "Humor de J. Carlos vê armação de Getúlio na sucessão", cartum de 1937; à direita, propaganda política a respeito da estatal Petrobras.
 
Carteira profissional de Getúlio Vargas, 1952, onde se lê: "Residência: Palácio do Catete", sede do governo à época.

O centro do espaço é ocupado por mesas circulares onde ficam fotos e documentos, mas a iluminação não é a mais adequada.
 

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Orelhões mal cuidados

Por mais que hoje em dia, grande parte da população tenha telefone móvel, o bom e velho orelhão ainda pode ser útil. Por exemplo, em uma situação de emergência, de necessidade, quando não se pode recorrer ao celular. Os orelhões que estão no Centro do Rio de Janeiro estão tomados por fotos de prostitutas e travestis, por dentro e por fora. E a prefeitura não limpa os orelhões, nem reprime aqueles que os emporcalham. Lamentável!  fr

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Usar o metrô tornou-se estressante

Não costumo usar frequentemente o metrô, mas quando uso é um sufoco! Composições sempre cheias nos horários de maior procura, e as pessoas estressadas, prontas para brigar, inclusive as mulheres. Um dia desses, peguei o metrô no Largo da Carioca, no final da tarde. Como estava com pressa, nem percebi que tinha entrado no vagão exclusivo das mulheres, que tem um horário determinado para esse uso (durante a semana, de 6h às 9h e das 17h às 20h). O vagão cheio, nenhuma mulher se incomodou comigo, somente uma me perguntou se eu não sabia que o vagão era para mulheres. Felizmente, nenhuma delas criou caso, também não fiz nada para que reclamassem. Mas, até mesmo no vagão com somente mulheres deu para perceber que elas discutem, reclamam e se desentendem umas com as outras. Lembro que no início da década de 1980, o metrô era mais limpo, e considerado exemplar. Hoje em dia, com uma procura muito maior de pessoas, é um estresse usar o metrô. Lamentável!   fr
 

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Thor: Um Mundo Sombrio (e confuso!)

Hoje fui assistir a "Thor: Um Mundo Sombrio", que corresponde a Thor 2, no Rio Sul. Este é o tipo de filme de enredo confuso, em que a maioria das pessoas não sabe dizer do que trata quando perguntam 'qual a estória do filme'. É a manjada briga do herói contra os vilões, pronto! O ponto forte do filme são os efeitos. Assisti em 3D, mas não achei grande vantagem por isso. O filme tem algumas passagens legais, como a tradicional aparição do criador dos principais personagens da Marvel, Stan Lee, que sempre faz uma ponta nos filmes dos seus super-heróis. Muita gente nem nota, porque não sabe quem ele é. Ele criou o personagem Thor, junto com outros roteiristas. Além disso, quando o Thor pega o metrô para voltar para a estação de Greenwich. E fora isso, uma ou outra cena interessante, e muitos efeitos de computação. Tem que ser muito fã!  fr

O mundo vota contra o bloqueio a Cuba

Assembleia Geral da ONU aprovou terça-feira, dia 29, pelo 22º ano consecutivo resolução condenando o bloqueio econômico dos Estados Unidos a Cuba, vigente desde 1962. A votação contou com esmagadora maioria favorável à resolução, com 188 votos a favor; somente dois votos contrários (Estados Unidos e Israel); e três abstenções (Palau, Ilhas Marshall e Micronésia). Segundo o ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez Parrilla, "Os danos que produz o bloqueio econômico, comercial e financeiro dos Estados Unidos imposto a Cuba são incalculáveis. Provoca sofrimentos e constitui uma violação em massa, flagrante e sistemática dos direitos humanos. Mais de 76% dos cubanos já viveu sob seus efeitos devastadores desde seu nascimento." O chanceler cubano afirmou ainda que o custo econômico dos mais de 50 anos de embargo para Cuba é de 1,157 trilhão de dólares.   fr

domingo, 3 de novembro de 2013

Clube do Rio cria camisa para marcar viagem a Cuba

O Madureira, pequeno clube carioca, lançou uma camisa em homenagem a Che Guevara, por conta dos 50 anos da histórica viagem que fez a Cuba em maio de 1963, aproveitando o sucesso da seleção brasileira, bicampeã mundial de 1958-62. À época, o Madureira fez uma excursão a Venezuela, Colômbia, Costa Rica, Cuba, México e El Salvador. Em Cuba, país recém saído de uma revolução e que estava começando a sofrer uma perseguição por parte dos Estados Unidos, que a fez ser expulsa da OEA (Organização dos Estados Americanos) e sofrer um bloqueio econômico que perdura até hoje, disputou cinco partidas, vencendo todas. No último jogo amistoso que fez, recebeu a visita de Che Guevara, que fez questão de cumprimentar todos os jogadores brasileiros.


A camisa foi lançada para o 'Futebol Sete', antes conhecido como futebol society, jogado em grama sintética. Como despertou enorme sucesso, ela deve ser usada também no futebol profissional, mas em um amistoso a ser organizado com um time cubano para o ano que vem, por conta das comemorações do seu centenário. O estatuto do clube não permite a sua utilização em competições oficiais. As camisas têm o rosto de Che, e a camisa do goleiro lembra a bandeira de Cuba, e já estão sendo muito procuradas por colecionadores. O Madureira atualmente disputa a terceira divisão do Campeonato Brasileiro.   fr

sábado, 2 de novembro de 2013

É sempre bom dar uma lida antes...


Em alguns momentos, chega a ser engraçado ouvir rádios 100% jornalismo. Os locutores se enrolam lendo os textos que outros escreveram. Não leem antes, e trocam as palavras direto. É um tal de "Obra vai alterar a paisagem pela rua tal" ... "Ou melhor, obra vai alterar a passagem pela rua tal". kkkkkkk    fr