SEJA ÉTICO

SEJA ÉTICO: Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução do conteúdo deste blog com a devida citação de sua fonte.

quarta-feira, 30 de março de 2016

Imprensa paraguaia comemorou antes da hora

Ontem, o jogo ainda não tinha acabado, mas a imprensa paraguaia já estava comemorando. O La Nación estampava na internet a manchete: "Paraguai vence a Brasil y ratifica sueño mundialista". Eles não contavam com o gol de empate, de Daniel Alves, aos 46 minutos do segundo tempo, ou seja, nos acréscimos. A manchete ainda permaneceu algum tempo após o fim do jogo, parece que os paraguaios não conseguiam acreditar que a vitória sobre o Brasil tinha lhes escapado. kkkkkkk fr

terça-feira, 29 de março de 2016

Brasil consegue empate com o Paraguai nos acréscimos

Hoje, no Estádio Defensores del Chaco, em Assunção, a seleção brasileira viveu o inverso do jogo de sexta-feira, em Pernambuco. O Paraguai jogou melhor, dominou e mereceu a vitória, conseguiu abrir 2x0, mas permitiu o empate. O Brasil ainda teve uma boa oportunidade aos 27 minutos do primeiro tempo, em que Ricardo Oliveira mandou a bola no travessão. Mas a seleção paraguaia abriu o placar aos 40, com Lezcano, em contra-ataque iniciado por uma falha de William (apesar do erro, um dos melhores nos dois jogos), que não se entendeu com Ricardo Oliveira, o passe foi interceptado e deu origem ao contra-ataque. O segundo gol foi logo aos três minutos do tempo final, em nova falha brasileira, dessa vez Daniel Alves permitiu que Benítez se antecipasse a ele para dominar e marcar. A surpreendente reação brasileira começou aos 33 minutos, com forte chute de Hulk, e Ricardo Oliveira aproveitou a rebatida do goleiro. Aos 46 minutos finais, quando a torcida paraguaia já fazia a festa, Daniel Alves fez jogada individual e o Brasil igualou o placar. Se o empate já era injusto com o Paraguai, que dominou o jogo, o Brasil quase virou aos 48 minutos, com Filipe Luís. O Paraguai passou pela mesma situação que o Brasil diante do Uruguai, amargou um empate em um jogo que poderia ter vencido. Os desfalques de Neymar e David Luiz, suspensos por terem recebido o terceiro cartão amarelo sexta-feira, não foram tão sentidos, até porque os dois não vêm jogando bem ultimamente na seleção. A situação do Brasil nas eliminatórias começa a preocupar após esses maus desempenhos diante do Uruguai e Paraguai. Estamos em sexto lugar, com 9 pontos. O Uruguai passou à liderança, com 13 pontos; em segundo vem Equador, com a mesma pontuação, mas melhor saldo de gols; em terceiro a Argentina, com 11; em quarto o Chile e em quinto a Colômbia, ambos com 10. Classificam-se para o Mundial de 2018 os quatro primeiros, e o quinto vai para uma repescagem, coisa que o Brasil nunca teve que enfrentar. O próximo jogo do Brasil será apenas no dia 2 de setembro, contra o Equador, fora de casa, e, pelo jeito, vamos ter que torcer e sofrer muito ainda! fr

sábado, 26 de março de 2016

Dica de filme: "Contos Iranianos"

CONTOS IRANIANOS ("Ghesseha")
Irã, 2013, Drama
Direção: Rakhshan Bani-Etemad
Com: Farhad Aslani, Babak Hamidian, Baran Kosari
Assisti a um filme iraniano no TeleCine Cult, algo muito raro no Brasil. O Irã e outros países são falados apenas pelo aspecto político, mas culturalmente desconhecidos e ignorados pela mídia, pela imprensa e pela TV e cinema. Gostei de assistir justamente por isso, foi uma oportunidade de conhecer um pouco mais da vida do cidadão comum iraniano. O filme mostra situações vividas pelos personagens, que retratam problemas que eu não imaginava ser muito comum naquele país tão fechado, como prostituição, violência doméstica, desemprego, consumo de drogas. Também não sei como o filme pode ser filmado no Irã, por uma diretora e atores iranianos, já que a imagem que nós temos desse país é ser uma ditadura. Há muitos países praticamente desconhecidos por nós, brasileiros, por culpa da mídia brasileira, lamentável! Vencedor do prêmio de melhor roteiro no Festival de Veneza 2014.  fr

sexta-feira, 25 de março de 2016

Brasil faz 2x0, mas cede empate ao Uruguai

A seleção brasileira fez um ótimo primeiro tempo, abriu o placar com apenas 39 segundos, com Douglas Costa, sem que os uruguaios sequer tocassem na bola, e fez o segundo aos 25 minutos, com Renato Augusto, em um belo drible no goleiro. Parecia que seria uma vitória convincente contra o Uruguai, hoje, na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata, pelas Eliminatórias do Mundial da Rússia, em 2018. Mas, não foi. Aos 31 minutos, Cavani diminuiu. E no segundo tempo, o Brasil esteve irreconhecível, completamente o oposto do primeiro. Logo aos 3 minutos, Luis Suarez empatou um jogo que esteve sob o domínio brasileiro. O árbitro argentino Néstor Pitana esteve muito mal, principalmente no aspecto disciplinar. Ele não marcou dois pênaltis a favor do Brasil, um cometido por Arévalos em Neymar, e outro por Cavani, agarrando e derrubando David Luiz, ambos no segundo tempo. E poderia ter expulsado alguns jogadores. Suarez e Neymar receberam cartão amarelo por faltas violentas e feias, solando os adversários, e também poderiam ser expulsos. Neymar recebeu o terceiro amarelo e está suspenso do jogo com o Paraguai na próxima terça-feira. Neymar continua não demonstrando a maturidade e o controle emocional necessários para jogar e ser o líder da seleção, irrita-se facilmente quando as coisas não correm bem. Por mais que ele receba muitas faltas, ele tem que saber lidar com isso. Aos 40 minutos, David Luiz cabeceou atrapalhado para trás, deixando Suarez de cara com o goleiro, que, felizmente, conseguiu salvar o gol de desempate com o pé. Diante do fato de estar vencendo por 2x0 no primeiro tempo, e estar jogando em casa, esse empate foi muito ruim para o Brasil. Agora, estamos em terceiro lugar na classificação com 8 pontos, mas praticamente juntos com Paraguai e Argentina, todos com a mesma pontuação, mas os superamos pelo saldo de gols. Equador está liderando com 13 pontos em cinco jogos, e o Uruguai segue em segundo com 10 pontos. Não se pode perder pontos em casa, e não se pode facilitar, está em jogo a classificação para o Mundial de 2018 e a manutenção da condição de sermos o único país no mundo presente em todas Copas do Mundo. Brasil: Alisson; Daniel Alves, Miranda, David Luiz e Filipe Luis; Luiz Gustavo e Fernandinho (Philippe Coutinho); Willian (Lucas Lima), Renato Augusto e Douglas Costa (Ricardo Oliveira); Neymar. Treinador: Dunga. fr  Foto: Leo Correa (AP), Suarez e Neymar.

quinta-feira, 24 de março de 2016

A Páscoa é a ressurreição de Cristo

Os feriados religiosos são superados pelo apelo consumista da propaganda e do comércio. O Natal é o nascimento de Jesus Cristo, mas a mídia e a maioria das pessoas só querem saber de Papai Noel e presentes, ou seja, compras. Amanhã, é dia de Páscoa, a ressurreição de Cristo, mas quem toma conta mesmo da data é o "coelho da Páscoa" e os ovos de chocolate. Mais comércio. Dei uma olhada hoje nos preços dos ovos nas lojas e são absurdos, chegam a ser vendidos em parcelas de 6 ou 10 vezes. A pessoa compra hoje e fica pagando e lembrando dos ovos de chocolate até o fim do ano! Por mais que eu reconheça que as vendas aquecem a economia, dão empregos, é muito importante não esquecer o real significado da cada feriado. fr

Presidente dos EUA reconhece erros na América Latina


O presidente Barack Obama apenas disse o óbvio. Os Estados Unidos costumam sempre se auto-proclamarem defensores da democracia e dos direitos humanos, mas apoiaram e fomentaram regimes ditatoriais pelo mundo nas últimas décadas. A ditadura militar que tomou o poder no Brasil em 1964, por exemplo, somente foi possível com o apoio do então presidente Lyndon Johnson. Os EUA foram os primeiros a reconhecer o novo governo brasileiro, logo após o golpe. Para eles, não importa muito que povos sejam submetidos a regimes autoritários, desde que os seus interesses políticos, econômicos e estratégicos na região prevaleçam. Espero que esse reconhecimento tardio norteie as atitudes concretas da sua administração e as futuras. A democracia e o respeito aos direitos humanos não podem ser defendidos apenas para alguns países, e sim para o mundo inteiro. fr

quarta-feira, 23 de março de 2016

Frases: Alexandra Lucas Coelho

"Há um Portugal que ainda acha que o Brasil lhe deve a vida. É o mesmo Portugal que explorou açúcar, ouro, diamantes, café, índios, escravos, e por isso não morreu. Sempre que tropeço nesse Portugal amo mais o Brasil."

Alexandra Lucas Coelho, jornalista e escritora portuguesa.

terça-feira, 22 de março de 2016

James Bond, o agente 007, já esteve no Brasil

Muita gente talvez não saiba, mas entre os vários filmes de James Bond, o agente britânico 007, um foi filmado no Brasil. "007 contra o Foguete da Morte" ("Moonraker"), de 1979, o 11º filme da série. A estória é de um multibilionário que deseja exterminar a vida na Terra, direcionando mísseis com uma toxina mortal sobre o planeta, e dar início a uma nova população em algum lugar do espaço, a partir de pessoas por ele selecionadas. 007 é interpretado pelo ator Roger Moore. Mas, para nós brasileiros, o mais importante de tudo é o fato da produção ter utilizado o Brasil nas suas locações, mais especificamente o Rio de Janeiro e as Cataratas do Iguaçu. A gente sabe que muita bobagem é falada sobre o Brasil no exterior por quem não conhece o país, nem a sua realidade, por isso não é de surpreender a deste filme. 007 sai do Rio (durante o Carnaval, claro!) para a Amazônia e logo em seguida já está nas Cataratas, no Paraná, tudo em sequência, como se esses lugares fossem muito próximos. Contam com a ignorância das pessoas no mundo sobre a realidade geográfica brasileira e fazem o filme assim mesmo. E como praticamente todo filme de ação, e especificamente os de 007, não poderiam faltar cenas mirabolantes, em que o agente secreto da rainha enfrenta as situações mais perigosas, com enorme risco de vida, com um sorrisinho irônico. E, claro, sempre se sai bem. No filme, mulheres lindas, muito maquiadas e arrumadas, a maioria com grandes decotes e, lógico, sempre prontas e dispostas a ir para a cama com 007. Duas curiosidades: a pequena participação do ator brasileiro Carlos Kurt, muito conhecido por atuar no programa de TV e em filmes dos Trapalhões; e o vilão vivido pelo estadunidense Richard Kiel, com 2,18 metros de altura, e que luta com 007 em cima dos bondinhos do Pão de Açúcar, além de romper um dos seus cabos com os dentes de aço. fr
 
 

segunda-feira, 21 de março de 2016

Presidente Obama faz visita histórica a Cuba

Em uma visita oficial histórica iniciada ontem e que será encerrada amanhã, o presidente dos EUA, Barack Obama, está em Cuba. Ele foi acompanhado da esposa Michelle, e de suas duas filhas. É a primeira visita oficial de um presidente estadunidense em 88 anos. Hoje, Obama e o presidente cubano Raul Castro se encontraram no Palácio da revolução, quando o cubano mais uma vez disse ser necessário que os EUA ponham fim ao bloqueio a seu país, que vigora desde 1962, em plena Guerra Fria, e a devolução da base de Guantánamo. Obama, por sua vez, pede medidas concretas em defesa dos direitos humanos em Cuba. De acordo com a imprensa cubana, a delegação dos EUA é composta por 800 pessoas, incluindo o secretário de Estado John Kerry, a secretária de comércio Penny Pritzker, e 37 parlamentares dos partidos Democrata e Republicano.

Os empresários nos EUA querem ocupar seu espaço na economia de Cuba, ampliando seus lucros; e os cubanos anseiam por mais empregos e melhorias de vida. Eu torço que as relações dos dois países melhorem cada vez mais, e que o bloqueio a Cuba acabe, Guantánamo seja desocupada e a democracia seja restabelecida em Cuba. Mas torço também que Cuba não se transforme em mais uma democracia formal capitalista, em que o seu povo tenha o direito ao voto direto, mas os seus anseios não sejam respeitados. E que o povo cubano não passe a ter que pagar caro por atendimento médico particular e educação privada, para fugir de serviços públicos de má qualidade e sucateados. Nem o país seja obrigado a recorrer a empréstimos com juros extorsivos ao FMI e Banco Mundial. Uma realidade já bem conhecida de nós, brasileiros, e de muitos outros países no mundo.  fr

domingo, 20 de março de 2016

A moralização que queremos no Brasil depende de todos!

Sou a favor da moralização da política brasileira, e se a presidente Dilma Rousseff tiver cometido alguma irregularidade que justifique o seu impeachment, que seja retirada do cargo, mas é necessário também fazer alguns comentários. 1. Não adianta o povo ficar se manifestando nas redes sociais de forma indignada, e no dia da eleição votar em branco ou nulo achando que está "protestando"; quanto mais votos brancos e nulos, menos votos válidos que os políticos precisam para se eleger. 2. Eu gostaria que telefonemas dos presidentes da Câmara, Eduardo Cunha, e do Senado, Renan Calheiros, também fossem grampeados e divulgados para conhecimento de todos, afinal, eles estão sob investigação no STF. Tenho certeza que muita sujeira iria aparecer. 3. Não adianta as pessoas criticarem os políticos se no dia a dia elas avançam o sinal, estacionam em local proibido, dão uma graninha por fora quando precisam resolver alguma situação, jogam lixo nas ruas, furam a fila nos bancos fingindo ser idosos ou grávidas... A moralização que queremos ver no país depende de todos! fr

No Brasil, os partidos políticos querem apenas o poder para obter vantagens e dinheiro


No Brasil, os partidos políticos brigam acirradamente pelo poder, mas não é para resolver os problemas do país, é pelo poder em si, e por dinheiro, prestígio e vantagens pessoais. A realidade do povo pouco muda, tanto que metade da população não tem acesso à coleta de esgoto, e 35 milhões de brasileiros não têm água potável. É algo inacreditável em pleno século 21, principalmente se lembrarmos que o Brasil tem uma das 10 maiores economias do mundo. E ainda temos que assistir os políticos disputando ferozmente quem vai assumir o poder. Vergonha!  fr

sábado, 19 de março de 2016

Até noiva aguardando para entrar na igreja estão roubando


A noiva estava dentro do carro, à frente da igreja, aguardando para entrar e se casar, quando um carro parou ao lado e um bandido apontou a arma e roubou-lhe o seu celular e o do motorista, além do buquê de flores. A dama de honra, uma menina de nove anos, que estava com a noiva, fugiu, em desespero, para dentro da igreja. Felizmente, nada de pior ocorreu, e os noivos ainda se casaram. O país está vivendo em um total descontrole, e a certeza de impunidade leva os bandidos a fazerem o que querem. Um absurdo!  fr

sexta-feira, 18 de março de 2016

Prefeito do Rio de Janeiro debocha de Maricá, e critica Dilma Rousseff e Pezão

O juiz federal Sérgio Moro autorizou a divulgação de várias conversas grampeadas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, entre elas uma em que o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB) telefona para ele a fim de oferecer sua solidariedade por conta das acusações que lhe estão sendo feitas. Na conversa, os dois abusam de palavrões, e Paes debocha das cidades fluminenses de Maricá, São  Pedro  da  Aldeia e Araruama. Evidentemente, as declarações caíram muito mal, e ontem mesmo, dia 17, Paes pediu desculpas. Político não tem vergonha mesmo, pedem desculpas com uma facilidade... Ah! E Paes também fala em tom de crítica da presidente da República, Dilma Rousseff, e do governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB). Leia abaixo.  fr

Reprodução do G1 do trecho da conversa (LILS é a abreviatura de Luiz Inácio Lula da Silva):

EDUARDO PAES: Mas óh, meu amigo, falando sério eu tô aqui do teu lado.
LILS: Obrigado.
EDUARDO PAES: Conta comigo aqui. O senhor sabe da minha gratidão, da minha admiração.
LILS: Obrigado, querido.
EDUARDO  PAES:  Aqui  o  senhor  tem  um  soldado.  Tô aqui  administrando  as  minhas  crises  também. Segurando  (ininteligível).  Eu  sempre  tenho  que  falar  uma  coisa  pro  senhor:  a  minha  vida  começou  com LULA e CABRAL. Terminou com DILMA e PEZÃO. Puta que me pariu!
LILS: (Risos)
EDUARDO PAES: O senhor não faz ideia de como eu tô sofrendo. É uma foda!
LILS:  Mas  você  com  todo  o  problema,  querido,  você  ainda  tá, abençoado  por  Deus  por  causa  dessa Olimpíadas, viu, Porque os outros...
EDUARDO PAES: É verdade! Verdade.
LILS: Os outros prefeitos que eu converso "tão fudido"...
EDUARDO PAES: Verdade. Verdade. Mas, Presidente, se tiver Olimpíadas
com Vossa Excelência e com SERGIO CABRAL é uma coisa. Segurar com aquele bom humor da DILMA e do PEZÃO sabe...
LILS: Não é fácil, querido.
EDUARDO PAES: Sabe aquele personagem que tinha...
LILS: Mas o teu bom humor e a tua competência superam isso, querido.
EDUARDO PAES: Foda. Mas "tamo junto" aí, Presidente.
LILS: Tá bom. Obrigado, querido.
EDUARDO  PAES:  (Ininteligível)  ...meu  carinho  aí,  "tamo  junto".  Minha  solidariedade,  vamos  em  frente nessa história. Agora, da próxima vez o senhor me para com essa vida de pobre, com essa tua alma de pobre comprando“ esses barco
de merda”, “sitiozinho vagabundo”, puta que me pariu!
LILS: (Risadas)
EDUARDO  PAES: O  senhor  é  uma  alma  de  pobre.  Eu,  todo  mundo  que  fala  aqui no  meio,  eu  falo  o seguinte: imagina se fosse aqui no Rio esse sítio dele, não é em Petrópolis, não é em Itaipava. É como se fosse em Maricá. É uma merda de lugar porra!
LILS : (Risos)
EDUARDO  PAES :  Esse  barquinho  dele  é  em  São  Pedro  da  Aldeia,  Araruama. Não  é  em  Búzios  nem Angra porra!
LILS: (risos) Puta que o pariu!
EDUARDO  PAES:  É  um  cafona.  O  senhor  não  perdeu  essa  sua  alma  de  pobre.  Isso  que  é  a  maior desgraça que eu tô vendo nesse processo todo porra. (risos)
LILS : É isso. É isso. Mas eu já sabia disso. Tá bom, querido. Obrigado, EDUARDO.
EDUARDO PAES: Qualquer coisa me liga aí, Presidente. Um forte abraço.
LILS: Muito obrigado, meu querido.
EDUARDO PAES: Valeu. Tchau, tchau.

quinta-feira, 17 de março de 2016

Brasil vive momento histórico, que será estudado pelas futuras gerações

PRIMEIRAS PÁGINAS DOS PRINCIPAIS JORNAIS BRASILEIROS DE HOJE:

 




O Brasil em ebulição, sem perspectivas no futuro imediato


O Brasil está em ebulição.

A presidente Dilma Rousseff (PT) enfrenta processo de impeachment.

O vice-presidente, Michel Temer, é do PMDB, partido marcado pelo fisiologismo político, e vez ou outra tem seu nome envolvido em acusações.

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), terceiro na linha de sucessão presidencial, está sendo investigado no STF (Supremo Tribunal Federal), e tem contra si várias acusações, entre elas: recebimento de propinas, omissão de bens e de contas na Suíça, além de falso testemunho.

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), quarto nome da linha de sucessão, já teve que renunciar ao antigo mandato, em 2007, por conta de acusações de corrupção; voltou à casa em 2011, e também é outro investigado pelo STF.

O principal nome da oposição, senador Aécio Neves (PSDB) – neto de Tancredo Neves, eleito presidente indiretamente em 1985, mas internado antes da posse e depois vindo a falecer no hospital – também é constantemente envolvido em acusações e suspeitas.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi conduzido coercitivamente pela Polícia Federal para prestar depoimento sobre suposta participação no esquema de corrupção investigado pela Operação Lava Jato. Foi anunciado como ministro da Casa Civil pela presidente, a fim de que ele passasse a ter imunidade parlamentar e, assim, as investigações saíssem da primeira instância, em Curitiba, a cargo do juiz federal Sérgio Moro, e fossem para o STF. Hoje, a sua posse foi suspensa por uma liminar da Justiça Federal de Brasília.

Eu torço para que as investigações prossigam, e atinjam qualquer político, de qualquer partido político. E que os culpados sejam condenados, sejam eles quem forem. Não sou muito otimista em relação ao futuro político imediato, já que na eventual saída da presidente Dilma, seja por impeachment, ou por sua renúncia, algo que a própria negou recentemente que venha a fazer, entraria em seu lugar, o vice, Michel Temer, que não é digno de confiança. Os demais na linha de sucessão também não. E até a próxima eleição para presidente, em 2018, ainda faltam três anos de instabilidade política. E o país ainda tem que conviver com a alta da inflação, aumento de desemprego e crise econômica. Um péssimo cenário, e o maior prejudicado é sempre o povo. fr

quarta-feira, 16 de março de 2016

Frases: Richard John Roberts



"A cura de doenças não é lucrativa para a indústria farmacêutica." 


RICHARD JOHN ROBERTS
Prêmio Nobel de Medicina em 1993.

terça-feira, 15 de março de 2016

O governo é o primeiro a descumprir a Constituição

Um absurdo inacreditável! No Brasil, o governo é o primeiro a desrespeitar a Constituição Federal. Em seu artigo 7, inciso IV, a Constituição determina que o salário mínimo no país deve ter o valor suficiente para atender às "necessidades vitais básicas" do trabalhador brasileiro. Mas o valor atual do salário mínimo é de risíveis R$ 880,00, enquanto deveria ser de R$ 3.725,01, de acordo com o Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos). Em um país em que os sucessivos presidentes vão à televisão com um enorme sorriso para se gabar que somos uma das 10 maiores economias do mundo, chega a ser vergonhoso que não exista distribuição de renda que premie os verdadeiros responsáveis por essa colocação: nós, os trabalhadores. Vergonha!  fr
Constituição Federal:

"Art. 7º São direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem à melhoria de sua condição social:
(...)
IV - salário mínimo, fixado em lei, nacionalmente unificado, capaz de atender a suas necessidades vitais básicas e às de sua família com moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social, com reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo, sendo vedada sua vinculação para qualquer fim."

segunda-feira, 14 de março de 2016

Biblioteca Parque Estadual

A Biblioteca Parque Estadual fica na Av. Presidente Vargas, no Centro do Rio de Janeiro, ao lado do Campo de Santana. Este endereço tem sido ocupado desde 1943. Assim como o endereço, o nome tem mudado ao longo dos anos, o atual foi dado na reinauguração, em 2014, após uma reforma e ampliação; o anterior era simplesmente Biblioteca Pública do Estado. São 15 mil metros quadrados ocupados por um acervo de mais de 250 mil itens, incluindo livros, revistas e filmes, além de "lugar do ócio" para o descanso e leitura, auditório, teatro, acesso a computadores para aqueles cadastrados, e bicicletário. A biblioteca integra a estrutura do Governo do Estado. fr

domingo, 13 de março de 2016

Batman & Robin: série clássica da TV

Uma das séries que eu assistia quando criança eram as reprises de Batman & Robin. Foi exibida originalmente nos Estados Unidos de 1966 a 1968 em três temporadas, com 120 episódios. Comprei os DVDs dos primeiros 10 episódios da série, e do filme Batman: O Homem-Morcego, de 1966, para assistir sempre que eu quiser. A série e o filme eram voltados para um público infantil e adolescente, com uma temática inocente e ingênua, muito diferente dos filmes recentes de Batman, que apresentam cenas mais violentas e assuntos mais sérios, como terrorismo e drogas.

Os atores principais são: Adam West (Batman – Bruce Wayne), Burt Ward (Robin - Dick Grayson), Alan Napier (Alfred), Neil Hamilton (Comissário Gordon), Stafford Repp (Chefe O'Hara) e Madge Blake (senhora Harriet Cooper, a tia de Dick Grayson. Os vilões desses primeiros episódios: Frank Gorshin (Charada), Burgess Meredith (Pinguim), Cesar Romero (Coringa), George Sanders (Senhor Gelo) e Anne Baxter (a muito menos conhecida vilã Zelda). No filme, aparece a Mulher-Gato, interpretada por Lee Meriwether, miss Estados Unidos 1955, e segunda atriz a interpretar a personagem. Meriwether foi a Mulher-Gato apenas neste filme, substituindo Julie Newmar, atriz que fazia o personagem no seriado, mas que não pode fazer o filme por estar envolvida em outros compromissos profissionais.

A música de abertura da série é marcante, e todo mundo que assistia quando criança não esquece. O Batman da série é um herói condizente com os costumes da televisão dos anos 1960: não bebe álcool (em um episódio, procurando pistas do Charada, pede suco de laranja duplo em uma discoteca); não mente nunca; honra sempre sua palavra, mesmo que diante de um bandido; e não desrespeita nenhuma lei ou regra. E é um Batman um tanto gordinho. rsrs 

A bat-caverna fica abaixo da mansão Wayne, camuflada por árvores. Bruce Wayne e Dick Grayson descem pelos bat-postes e imediatamente já aparecem devidamente vestidos com suas roupas de heróis. A ingenuidade da época não se preocupava que Robin e alguns vilões, como Charada e a Mulher-Gato, usassem apenas uma singela máscara escondendo os olhos, como se isso fosse o suficiente para esconder suas identidades secretas, muito engraçado! Os objetos dentro da bat-caverna são todos nomeados por placas. Dentro do bat-móvel tem um telefone vermelho, linha direta com o comissário Gordon, o bat-fone. As clássicas cenas em que Batman e Robin escalam prédios foram feitas com um recurso bastante criativo: a câmera era virada, e os atores permaneciam no chão, sobre o cenário de uma fachada de prédio, simulando estarem subindo os andares pelo lado de fora.

O filme tem cenas que vistas hoje beiram o ridículo, mas é preciso lembrar que foi feito em 1966 e para divertir as crianças. Apenas para citar uma, Batman fica correndo desesperado com uma bomba nas mãos, tentando se livrar dela, mas sempre encontrando pessoas pelo caminho (e até alguns patinhos nadando): "Não consigo me livrar dessa maldita bomba!" Mas acaba se livrando da bomba, sem ferir ninguém, nem mesmo os patinhos. kkkkkkkkk Nada disso importa, o que vale mesmo é matar as saudades da série que eu via e revia durante muito tempo quando criança. Quem não sabe o que é isso, não teve infância!  fr







sexta-feira, 11 de março de 2016

Brasil pode perder acervo do melhor jogador de futebol de todos os tempos

Se essa notícia se confirmar será lamentável que esse importante acervo seja desfeito e saia do Brasil. São dois mil itens relacionados à carreira de Pelé, o mais importante jogador de futebol de todos os tempos, e deveria permanecer no país, por exemplo em um Museu dedicado ao próprio. Espero que Pelé repense essa ideia, e que tudo seja mantido aqui no Brasil, caso contrário será uma perda lamentável!  fr