SEJA ÉTICO

SEJA ÉTICO: Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução do conteúdo deste blog com a devida citação de sua fonte.

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Dica de livro: "666: O Limiar do Inferno"

666: O Limiar do Inferno – Jay Anson, São Paulo, Círculo do Livro, s/d, 243 páginas.
Após voltarem de uma viagem de férias de dez dias a Bahamas, o casal Keith e Jennifer vê que uma casa de madeira de dois andares em estilo vitoriano havia sido colocada próxima à sua, no número 666. A casa foi mudada de lugar, atravessando os Estados Unidos, da costa Oeste para a Leste. Aos poucos, Keith é atraído para a casa, que fora local de um duplo assassinato seis anos antes, em que o assassino matou sua amante e o irmão de sua esposa. Dono de uma carpintaria, Keith é contratado pelo misterioso proprietário para fazer a reforma da casa, que acaba sendo alugada justamente por um amigo da esposa, pelo qual sente muito ciúme. Acontecimentos estranhos ligados à casa vizinha fazem com que ele procure se informar a seu respeito e sobre o assassino, que, curiosamente, abriu mão de liberdade condicional para permanecer preso, cumprindo uma pena de 20 anos em uma penitenciária federal. Não sou muito de ler livros de terror, mas gostei deste, e recomendo. fr

domingo, 30 de outubro de 2016

Marcelo Crivella vence com alianças eleitoreiras e terá que dar contrapartida

A eleição para prefeito do Rio de Janeiro teve hoje o seu segundo turno, e o eleito foi o bispo licenciado e senador Marcelo Crivella, do PRB. As urnas mostraram o enorme descontentamento da população com os políticos. Somando as pessoas que preferiram não votar com aqueles que votaram em branco ou anularam o voto, o total foi superior ao total de votos conseguido por Crivella. De um total de 3.583.094 votos, 2.034.352 votos não foram destinados a nenhum dos dois candidatos. Crivella conseguiu 1.700.030 votos, e Marcelo Freixo, do PSOL, 1.163.662 votos. É o retrato da insatisfação que se espalha não apenas pela cidade do Rio de Janeiro, mas por todo o país. As pessoas estão revoltadas com a corrupção, a incompetência, o despreparo e a indiferença da maioria dos políticos. Marcello Crivella venceu com o apoio de sua igreja, a Universal, proprietária de um forte império de comunicação (TV Record, emissoras de televisão aberta e fechada, emissoras de rádio, jornais, revistas, sites na internet etc.). O apoio também da família Garotinho desde o primeiro turno, e também de uma igualmente politiqueira aliança no segundo: pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus, que já atacara várias vezes Crivella; Índio da Costa (PSD), em que eu votei no primeiro turno, e que passou a campanha inteira alertando os eleitores que seria ele o candidato com melhores condições de impedir a vitória de Crivella e a tomada de poder por parte de uma igreja fundamentalista; os ultra-radicais Jair e Flávio Bolsonaro (ambos do PSC); entre outros. Índio da Costa já é cotado para ocupar uma secretaria na administração de Crivella. Ou seja, é o famoso toma lá-dá cá da política brasileira, em que os políticos só dão o apoio se receberem algo em troca. Marcelo Crivella é de um partido pequeno e dependerá muito do apoio de outros partidos para ver suas propostas aprovadas. Esse é o preço de se ganhar uma eleição com alianças eleitoreiras, desvinculadas de coerência programática. Além do já conhecido fundamentalismo de sua igreja, que ataca constantemente católicos, umbandistas, candomblecistas, homossexuais, e desmerece as mulheres, a quem vê como submissas aos homens. Crivella e o seu partido, que se beneficiaram do sentimento anti-PT e a esquerda em geral,  apoiaram e participaram dos governos dos presidentes Lula e Dilma, chegando a ser ministro da Pesca, abandonando o barco tão logo o impeachment da ex-presidente ganhou força. Vamos torcer para a administração de Crivella surpreenda e governe para todos, não apenas para os seus adeptos. Afinal, a cidade do Rio de Janeiro está acima de todos! fr

Marcelo Crivella vence 2º turno e será o prefeito do Rio de Janeiro




sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Auditoria nas contas do governo do Rio de Janeiro para apurar responsabilidade por essa crise


O estado do Rio de Janeiro vem enfrentando uma grave crise econômica, com o governo alegando não ter condições de arcar com suas obrigações, e atrasando o pagamento de grande parte do funcionalismo público e empresas prestadoras de serviços. O Ministério Público estadual considera a política do governo de conceder isenções fiscais a empresas e produtos, supostamente para atrair investimentos, a causa dessa crise, e entrou com uma ação civil pública contra o estado. A Justiça fluminense determinou, dia 26, que o governo não conceda, amplie ou renove benefícios até que apresente, em um prazo de 60 dias, um estudo do seu impacto orçamentário financeiro. De acordo com o próprio governo, entre os anos de 2010 e 2015, as isenções chegaram a 33 bilhões de reais (!). Um absurdo! Os atuais governantes estão no poder no estado desde 2007, com a eleição do Sérgio Cabral Filho, que acabou sendo reeleito em 2011, e depois foi sucedido pelo seu vice, Luiz Fernando Pezão, atualmente afastado para tratamento médico, tendo sido substituído pelo seu vice, Francisco Dornelles, Portanto, eles estão no poder há DEZ ANOS! Agora, os mesmos grupos políticos que eles representam querem mudar as regras da aposentadoria, aumentando a idade necessária, e também reduzir os salários dos funcionários públicos. Ou seja, os políticos no Brasil provocam o caos na economia do estado, e depois querem que os trabalhadores e aposentados paguem a conta. Uma vergonha! Eu sou de opinião que se deve instalar uma auditoria nas contas do governo do estado e apurar responsabilidades dos verdadeiros causadores dessa crise, e puni-los exemplarmente! Não é aceitável que seja sempre o povo que tenha sofrer por contas dos erros, da incompetência e da desonestidade dos nossos políticos. fr

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Frases: Donald Trump

“Prometo a meus eleitores e apoiadores e a todo o povo dos Estados Unidos que aceitarei totalmente os resultados dessa grande e histórica eleição presidencial. Se eu ganhar.”

“Eu estava pensando aqui agora, devemos simplesmente cancelar a eleição e dar a vitória a Trump.”

DONALD TRUMP, candidato do Partido Republicano, que vem preocupando o mundo e constrangendo os Estados Unidos com declarações xenófobas contra estrangeiros, desrespeitosas às mulheres, e de menosprezo à democracia. A eleição para presidente dos Estados Unidos será no dia 8 de novembro.

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

O mundo condena mais uma vez bloqueio dos EUA a Cuba

Hoje, pelo 25º ano consecutivo, a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas condenou o bloqueio que os Estados Unidos impõem a Cuba desde os tempos da Guerra Fria. Na votação de hoje, foram 191 países favoráveis à condenação ao bloqueio e nenhum país contra. Até mesmo os Estados Unidos, além de Israel, desta vez se abstiveram de votar, ao contrário dos anos anteriores, em que votavam contra. As resoluções da Assembleia Geral da ONU não impõem aos países qualquer obrigação de segui-las, mas deixam clara a discordância mundial contra um bloqueio que vem se arrastando desde 1962 e já causou enormes prejuízos à economia cubana e à população daquele país. Os Estados Unidos e Cuba restabeleceram relações diplomáticas em 17 de dezembro de 2014, mas, ainda assim, o bloqueio persiste. Os Estados Unidos insistem na política de enfrentamento a Cuba, apesar de manterem ótimas relações diplomáticas e comercias com a maior nação comunista, a China, e, ao longo das últimas décadas, também com ditaduras, como a de Pinochet, no Chile, entre tantas outras. Eu torço para que o bloqueio acabe de vez, e que os dois países possam manter relações bilaterais saudáveis, baseadas no respeito mútuo. E que Cuba possa fortalecer sua economia e caminhar em um processo de abertura e democratização, sem ingerência externa de qualquer país. fr

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Música linda! Aquarela, de Toquinho.

AQUARELA (Toquinho)

Numa folha qualquer eu desenho um sol amarelo
E com cinco ou seis retas é fácil fazer um castelo.
Corro o lápis em torno da mão e me dou uma luva,
E se faço chover, com dois riscos tenho um guarda-chuva.

Se um pinguinho de tinta cai num pedacinho azul do papel,
Num instante imagino uma linda gaivota a voar no céu.
Vai voando, contornando a imensa curva Norte e Sul,
Vou com ela, viajando, Havai, Pequim ou Istambul.
Pinto um barco a vela branco, navegando, é tanto céu e mar num beijo azul.

Entre as nuvens vem surgindo um lindo avião rosa e grená.
Tudo em volta colorindo, com suas luzes a piscar.
Basta imaginar e ele está partindo, sereno, indo,
E se a gente quiser ele vai pousar.

Numa folha qualquer eu desenho um navio de partida
Com alguns bons amigos bebendo de bem com a vida.
De uma América a outra consigo passar num segundo,
Giro um simples compasso e num círculo eu faço o mundo.

Um menino caminha e caminhando chega no muro
E ali logo em frente, a esperar pela gente, o futuro está.
E o futuro é uma astronave que tentamos pilotar,
Não tem tempo nem piedade, nem tem hora de chegar.
Sem pedir licença muda nossa vida, depois convida a rir ou chorar.

Nessa estrada não nos cabe conhecer ou ver o que virá.
O fim dela ninguém sabe bem ao certo onde vai dar.
Vamos todos numa linda passarela
De uma aquarela que um dia, enfim, descolorirá.

Numa folha qualquer eu desenho um sol amarelo (que descolorirá).
E com cinco ou seis retas é fácil fazer um castelo (que descolorirá).
Giro um simples compasso e num círculo eu faço o mundo (que descolorirá).

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Declaração de voto

Nas redes sociais, muitas pessoas dizem não gostar de nenhum dos dois candidatos a prefeito do Rio de Janeiro, mas que vão votar no bispo Crivella porque o Marcelo Freixo "vai liberar as drogas", "vai autorizar o aborto", "vai acabar com a Polícia Militar", "não vai combater a criminalidade" etc. É muita ignorância! Questões como a descriminalização de drogas e a autorização do aborto são questões federais. O combate ao crime é questão estadual. Portanto, o prefeito não tem poder para tratar dessas questões. Outra bobagem que alguns escrevem nas redes sociais é que a Rede Globo estaria apoiando o Freixo e atacando o bispo, que a Globo é isso, é aquilo... Ora, se a Globo não presta, quem presta é a Record do bispo?... kkkkk só rindo mesmo dessa gente manipulada de todos os lados, coitados! A poucos dias da eleição, o bispo Crivella continua liderando as pesquisas de opinião, e, infelizmente, no Brasil, essas pesquisas acabam influenciando muita gente na hora de votar. Seja como for, eu vou votar no Freixo, não tanto por simpatia a ele, mas por considerar a outra opção um mal muito pior. fr

domingo, 23 de outubro de 2016

Dica de filme: "Ruth & Alex"

RUTH E ALEX ("5 Flights Up")
EUA, 2015, Drama
Direção: Richard Loncraine
Com: Morgan Freeman, Diane Keaton
Casal sem filhos coloca o seu apartamento à venda, onde mora desde o início do namoro, para poderem se mudar para um outro, menor e localizado em um andar mais baixo ou com elevador, o que o deles não tem. A preocupação maior da mulher é por conta da idade dos dois, e para facilitar a vida com a aproximação da velhice. Alex, no entanto, não fica muito animado com a ideia de sair do bairro em que vive há anos e conhece todos os vizinhos. Nos Estados Unidos, é comum a prática do "open house" (casa aberta), em que em um dia específico, a casa fica aberta para as pessoas interessadas, que entram nos cômodos para conhecer todo o imóvel. O filme mostra pessoas que têm o costume de ir a todas "open house" apenas para conhecer como os outros vivem, ou para ocupar o tempo, ou simplesmente pela comida. Ao mesmo tempo, o casal também procura conhecer imóveis para onde poderiam se mudar. Esse contato com as pessoas vai fazer com que Alex e Ruth conscientizem-se do que realmente querem para os dois. É um filme que diverte e deixa muito em que pensar. Eu indico. fr

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Sergio Mallandro animando a noite

Hoje, assisti ao show "Mallandramente" do cara de pau Sérgio Mallandro, no Teatro João Caetano. Em uma hora e vinte, ele animou a plateia, contando casos da vida dele com o padastro general; no início de carreira na televisão; no cinema, fazendo par romântico com a Xuxa e muitas outras passagens. Foi muito bom, divertido.
 
"Quando eu fui no programa do Serginho Groisman, ele me perguntou se as pegadinhas que eu fazia no meu programa davam muita audiência. Eu respondi pra ele que sim, que as minhas pegadinhas davam muitas audiências... audiência no Fórum de São Paulo, no Fórum do Rio.... (risos) Em uma pegadinha que eu fiz, eu me vesti de mendigo e entrei em um ônibus com bananas falsas de dinamite debaixo do casaco. Entrei, e fui direto na direção de uma senhora e falei que eu queria me matar, ela me disse para não fazer isso, que Deus não queria; eu, então, perguntei a ela se eu morresse eu iria para o Céu, ela disse que sim, e eu falei que eu ia para o Céu e ia levar todo mundo que estava dentro no ônibus junto, e abri o casaco... a senhorinha saiu correndo, foi um corre-corre geral, até um senhor de bengala saiu correndo (risos)... resultado... 23 processos! (mais risos)." fr

sábado, 15 de outubro de 2016

Ninguém é Haiti...

Quando ocorre uma tragédia nos Estados Unidos ou em um país europeu, as redes sociais como o facebook, por exemplo, são tomadas de imagens "Eu sou...", mas quando ocorre em um país pobre.... Não dá para se dizer solidário apenas em determinadas situações, ou a pessoa é ou não é! fr

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Brasil vence a Venezuela e assume liderança das eliminatórias para Mundial da Rússia

O Brasil venceu ontem a Venezuela por 2x0, em Mérida, e assumiu a liderança das eliminatórias para o Mundial de 2018, na Rússia. Os gols foram marcados por Gabriel Jesus, aos sete minutos do primeiro tempo, em uma falha do goleiro venezuelano, que deu um passe displicente para um companheiro, à frente do brasileiro, que não teve dificuldade para interceptar e encobri-lo; e Willian, no segundo tempo. A seleção brasileira dominou o jogo, mas não se empenhou tanto quanto poderia – e deveria –, contentando-se com o placar econômico. Aos 28 minutos do segundo tempo, acabou a iluminação do estádio, e o jogo ficou interrompido por 22 minutos. Com a vitória, o Brasil chegou aos 21 pontos, assumindo a liderança das eliminatórias. O Uruguai empatou com a Colômbia, ficando em segundo, com 20 pontos. Equador e a própria Colômbia vêm a seguir, cada um com 17 pontos. A Argentina caiu para quinto lugar, após perder em casa para o Paraguai, por 1x0. O próximo jogo do Brasil será dia 10 de novembro, no Mineirão, contra a Argentina. fr
BRASIL: Alisson, Daniel Alves, Marquinhos, Miranda e Filipe Luís; Fernandinho, Paulinho e Renato Augusto; Willian (Taison), Gabriel Jesus e Philippe Coutinho (Giuliano). Treinador: Tite.

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

A Turma da Mônica vai chegar ao cinema com atores reais

A Turma da Mônica, maior sucesso dos quadrinhos nacionais, ganhará um filme com atores reais no ano que vem. Estão sendo selecionadas crianças de sete a onze anos para viver os principais personagens infantis. O nome do filme será "Laços", e a estória mostrará Mônica, Cascão, Magali e Cebolinha perdidos à noite, após procurarem o Floquinho, o cão deste último. O nome do diretor já foi anunciado, e será Daniel Rezende. E a intenção é não parar neste, outras estórias também poderão virar filmes com atores, como a Turma Jovem, por exemplo. Os quadrinhos têm vários exemplos de personagens que saem das revistas e chegaram no cinema real: Scooby Doo, as Tartarugas Ninja, além dos personagens Marvel e DC Comic. Vamos esperar para ver. fr

sábado, 8 de outubro de 2016

Dica de livro: "Sem Perdão"

Sem Perdão – Frederick Forsyth, São Paulo, Círculo do Livro, s/d, 258 páginas.
 
Ótimo livro de contos que prendem a atenção do leitor, e o conduz a finais surpreendentes. O autor, o jornalista inglês Frederick Forsyth, escreveu, entre outros: "O Dia do Chacal", "O Dossiê Odessa" e "O Quarto Protocolo", todos esses deram origem a filmes. Recentemente, em sua autobiografia, Forsyth reconheceu ter cumprido missões para o MI6, o serviço de inteligência britânico. Fica a dica! fr

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Brasil goleia Bolívia e segue bem na busca de vaga para Mundial de 2018

A seleção brasileira venceu por 5x0 a frágil Bolívia, ontem, na Arena das Dunas, em Natal. Gols, pela ordem, de Neymar, Philippe Coutinho, Filipe Luís, Gabriel Jesus e Roberto Firmino. Foram quatro gols somente no primeiro tempo, e poderia ter sido mais, mas a seleção perdeu outros gols no segundo tempo. Neymar, mais uma vez, desentendeu-se com um adversário e tomou cartão amarelo, ficando de fora do próximo jogo, contra a Venezuela, na próxima terça-feira, talvez para evitar justamente ficar fora do jogo seguinte, o clássico contra a Argentina, no Mineirão, dia 10 de novembro. Neymar foi muito visado pelos bolivianos, que contaram com a condescendência do árbitro colombiano, Wilson Lamouroux, e chegou a tomar uma cotovelada que lhe abriu o supercílio, e nem assim o boliviano tomou amarelo, uma vergonha! O Brasil já está em segundo lugar nas eliminatórias da Copa do Mundo na Rússia, um ponto somente atrás do Uruguai, caminhando com mais tranquilidade para continuar sendo o único país do mundo a participar de todos os mundiais. fr
BRASIL: Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Miranda e Filipe Luís; Fernandinho, Giuliano (Lucas Lima), Renato Augusto, Philippe Coutinho e Neymar (Willian); Gabriel Jesus (Firmino). Treinador: Tite.
  

domingo, 2 de outubro de 2016

Bispo Crivella e Marcelo Freixo se enfrentam no 2º turno no Rio de Janeiro

A apuração das eleições na cidade do Rio de Janeiro já terminou, e vão para o segundo turno o bispo Crivella e o deputado estadual Marcelo Freixo. Os números finais:

. Bispo Marcelo Crivella (PRB) – 842.201 votos (27,78%)
. Marcelo Freixo (PSOL) – 553.424 votos (18,26%)
. Pedro Paulo (PMDB) – 488.775 votos (16,12%)
. Flávio Bolsonaro (PSC) – 424.307 votos (14,00%)
. Índio da Costa (PSD) – 272.500 votos (8,99%)
. Carlos Osório (PSDB) – 261.386 votos (8,62%)
. Jandira Feghali (PC do B) – 101.133 votos (3,34%)
. Alessandro Molon (Rede) – 43.426 votos (1,43%)
. Carmen Migueles (Novo) – 38.512 votos (1,27%)
. Cyro Garcia (PSTU) – 5.759 votos (0,19%)
. Thelma Bastos (PCO) – zero (0%) - candidatura indeferida pelo TRE
Total de votos: 3.708.857 votos
Votos válidos: 3.031.423 (81,73%)
Votos em branco: 204.110 (5,50%)
Votos nulos: 473.324 (12,76%)
Abstenções: 1.189.187 (24,28%)