SEJA ÉTICO

SEJA ÉTICO: Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução do conteúdo deste blog com a devida citação de sua fonte.

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Recordando o desenho 'Corrida Maluca'

             
          Um dos meus desenhos preferidos que eu assistia as reprises quando criança era a "Corrida Maluca" ("Wacky Races"). Desenho da Hanna-Barbera, foram produzidos somente 34 episódios, entre os anos de 1968 e 1969. São onze os "corredores malucos", com seus carros devidamente numerados: 1) os Irmãos Rocha e o seu "carro de pedra", 2) Cupê mal assombrado; 3) Professor Aéreo e o seu "carro cheio de truques", 4) Barão Vermelho, 5) Penélope Charmosa, a "boneca do volante", 6) Carro-Tanque do sargento Bombada e do soldado Meekley, 7) o "carro à prova de balas" da Quadrilha de Morte, com sete anões, liderados por Clyde, 8) a Carroça do Tio Tomás, o "campeão de brejo seco" e o seu urso Chorão, 9) "o carrão de linhas arrojadas" de Peter Perfeito, 10) o "carro-tronco" de Rufus, o lenhador, e o esquilo Dentes de Serra, e o 00) a "Máquina do Mal", com Dick Vigarista e seu ajudante Mutley, "sempre prontos a aplicar um golpe sujo".
 
          A voz do locutor ia narrando as corridas, e ele também interagia com os corredores. Em todos os Grandes Prêmios, Dick Vigarista, apesar de ter o carro mais turbinado, sempre procurava sabotar os concorrentes, perdendo um tempo enorme, ao invés de simplesmente vencê-las. E justamente por isso sempre acabava mal, e nunca venceu uma única corrida, chegando sempre em último lugar ou sendo desclassificado. Os apelos de Dick Vigarista ao seu cachorro ("Mutley, faça alguma coisa!"), e a risada do cachorro são algumas das marcas do desenho. O curioso é que a corrida parecia não ter regras muito bem definidas, já que todos recorriam a expedientes não muito honestos, com exceção da Penélope Charmosa e, principalmente, do Peter Perfeito, este o mais ético de todos, e o mais prejudicado pelos adversários.
 
          O Barão Vermelho podia voar; o professor Aéreo, um dos mais trapaceiros, pulava sobre os concorrentes e transformava o seu carro também para sabotar os adversários; o Carro-Tanque valia-se do seu canhão para impulsioná-lo; assim como o Cupê mal assombrado, que usava o seu dragão para passar os outros carros. Rufus, o lenhador, chegou a serrar ao meio os carros de alguns adversários; a Quadrilha de Morte destruiu o carro dos Irmãos Rocha, que por sua vez, batia nos outros carros para passá-los. A carroça do Tio Tomás venceu uma corrida usando um grande elástico amarrado a duas árvores para passar todos os outros.
 
          Alguns dos personagens da Corrida Maluca foram depois para outros desenhos. Dick Vigarista e Mutley tiveram o seu, em "Máquinas Voadoras", de 1969 a 1970, em que perseguiam o pombo-correio Doodle. Em "Os Apuros de Penélope Charmosa", ela lutava com o vilão Tião Gavião e contava com a ajuda da Quadrilha de Morte; desenho de uma temporada, de 1969 a 1971.
 
          Uma curiosidade: No GP Bem no Coração, Rufus, o lenhador, vence a corrida esticando o pescoço. Porém, no GP Destino Cidade Fantasma, Dick Vigarista foi desclassificado por ter feito a mesma coisa, ampliando o tamanho do seu carro. Segundo o locutor dos desenhos, ele foi desclassificado por "querer dar um golpe sujo". Penélope Charmosa ficou com a vitória. Dois pesos, duas medidas.



 
          Nas últimas semanas, assisti a todos os 34 episódios pelo youtube, e anotei os pódios de todas as corridas. Na internet já fizeram isso para saber quem seria um provável campeão, mas acredito que cometeram alguns erros. Por exemplo, atribuem aos Irmãos Rocha a vitória do GP Idaho, que foi, na realidade, do Carro-Tanque. E contam os pontos para cada pódio conseguido pelos corredores usando a pontuação atual da Fórmula 1, ou seja, em que o campeão recebe 25 pontos, o segundo colocado 18 e o terceiro 15. Eu preferi usar a pontuação da época em que os desenhos foram ao ar pela primeira vez, ou seja, nos anos de 1968 e 1969, quando o campeão recebia 9 pontos, o segundo colocado 6 e o terceiro 4. Na maioria dos episódios não dá para saber quem chegou nas demais colocações, portanto, as desconsiderei para o cálculo.
 
          O grande campeão seria a dupla do carro nº 1, com os Irmãos Rocha, com três vitórias, oito segundos e três terceiros, chegando aos 87 pontos. O vice-campeão seriam Rufus, o lenhador, e o esquilo Dentes de Serra, com três vitórias, seis segundos e quatro terceiros, chegando aos 79 pontos. O terceiro lugar ficaria com a Quadrilha de Morte, com quatro vitórias, cinco segundos e dois terceiros, com um total de 74 pontos. A seguir, viriam: Penélope Charmosa, com 68 pontos (4V-2S-5T); Barão Vermelho, com 63 pontos (3V-4S-3T); Cupê mal assombrado, com 60 pontos (2V-3S-6T); Professor Aéreo, com 59 pontos (3V-2S-5T); a Carroça do Tio Tomás e o urso Chorão, com 58 pontos (4V-1S-4T); Peter Perfeito, muitas vezes prejudicado, vem em nono, com 56 pontos (6V-2S,2T); o Carro-Tanque, com apenas 42 pontos (4V-1S-0 T); e em último, claro, Dick Vigarista e seu ajudante Mutley, com zero pontos, mas sempre animando muito todos os episódios.
 

          Em 2013, a agência de publicidade Young&Rubicam fez um comercial usando atores vivendo os personagens da Corrida Maluca para lançar o Peugeot 208, e ficou muito legal, assista o vídeo abaixo. Para quem nunca assistiu ao desenho da Corrida Maluca, e para aqueles que querem recordar, vejam abaixo também o episódio completo e dublado do GP Vale Tudo. Boa diversão! fr
video
video



Nenhum comentário: