SEJA ÉTICO

SEJA ÉTICO: Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução do conteúdo deste blog com a devida citação de sua fonte.

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Dica de livro: "Toda Mafalda: da primeira à última tira"

Este mês li o livro “Toda Mafalda: da primeira à última tira”, Quino, São Paulo, Livraria Martins Fontes Editora, 1991, 421 páginas. São 1930 tirinhas, da primeira, publicada no dia 29 de setembro de 1964, na revista argentina semanal de política “Primera Plana”, até a última, divulgada em 1973. O criador dessa menina de seis anos, com um humor crítico, contestador e reflexivo, é o argentino Joaquín Salvador Lavado Tejón, o Quino. Mafalda fez muito sucesso em plena época de ditaduras na América Latina, foi traduzida em vários países pelo mundo, e até hoje é muito querida. Em suas tirinhas, ela criticava o individualismo do ser humano; procurava entender a guerra do Vietnã, com perguntas que nenhum adulto conseguia responder; preocupava-se com o planeta; e odiava sopa. Era época de Guerra Fria, em que o mundo estava dividido entre o capitalismo e o comunismo; Estados Unidos e a então União Soviética, com o fortalecimento político da China. Em 1973, Quino alegou não conseguir colocar nas tirinhas os assuntos de forma atual, preferindo deixar de fazer novas tirinhas, para a tristeza de seus leitores. Eventualmente, desde então, desenhou Mafalda algumas vezes, como em 1976, a convite da Unicef, ilustrando a Declaração dos Direitos da Criança. Pela temática adulta das tirinhas, Mafalda é um personagem mais voltado para o público adulto do que infantil. E é triste perceber, após ler todo o livro, que, excetuando algumas questões pontuais da época, os temas tratados ainda permanecem bastante atuais. Abaixo, separei algumas das tirinhas do livro, a começar pela primeira e pelas duas últimas, de acordo com a publicação. fr
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Arco-íris na véspera do Natal

Após uma chuva forte e rápida, um bonito arco-íris embelezando o céu no dia 24.

domingo, 24 de dezembro de 2017

sábado, 23 de dezembro de 2017

Paulo Maluf é preso por corrupção!

O deputado federal Paulo Maluf (PP, antiga Arena), entregou-se à Polícia Federal, em São Paulo, no dia 20, acompanhado de três de seus advogados, em função do STF (Supremo Tribunal Federal) ter determinado sua prisão. Ao chegar à PF entrou e saiu do carro sem precisar de ajuda, mas, quando foi fazer exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal, apareceu apoiado em uma bengala e em policiais, caminhando com dificuldade. (Que coisa!) Maluf foi condenado em maio pelo STF a sete anos, 9 meses e dez dias de prisão em regime fechado, acusado de lavagem de dinheiro, utilizando constas no exterior para esconder uma parte dos 3 BILHÕES DE REAIS que desviou de obras da Avenida Roberto Marinho e do Túnel Ayrton Senna, quando prefeito de São Paulo, entre 1993 e 1996. Sua defesa, composta por muitos e caros advogados, tentou alegar que Maluf, aos 86 anos, está idoso e doente, requerendo prisão domiciliar, mas não conseguiu. Ele foi transferido ontempara a Penitenciária da Papuda, em Brasília. Há onze anos o Ministério Público Federal apresentou a denúncia, e somente agora, graças a muito dinheiro para gastar com advogados, Maluf foi parar na cadeia. Espero que o dinheiro que ele desviou seja totalmente repatriado, que ele perca o mandato e fique definitivamente inelegível (seria o correto...) e cumpra a pena em regime fechado. E que mais políticos corruptos sigam este caminho, sem a mesma demora. fr

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Passeio marítimo pela Baía da Guanabara

Ontem levei minha mãe para fazer um passeio pela Baía da Guanabara, a bordo do saveiro Rei Tomás, com capacidade de 130 pessoas, e com uma guia que passou informações sobre os locais percorridos. O dia estava lindo, fez muito calor, a temperatura chegou aos 41 graus, mas a embarcação estava lotada. O passeio, de pouco mais de uma hora, teve início pelo Espaço Cultural da Marinha, e percorreu as estações das barcas, o Aeroporto Santos Dumont, a Escola Naval, o Aterro do Flamengo, Pão de Açúcar, a Fortaleza de São João, a Ilha de Laje, a Fortaleza de Santa Cruz, o Museu de Arte Contemporânea, a Ilha de Boa Viagem, a orla de Niterói, a Ponte Rio-Niterói, as Ilhas das Enxadas, Fiscal e das Cobras. O preço por pessoa é R$ 30,00, mas pagamos meia, eu por ser servidor público e minha mãe por ser idosa. Eu fiz muitas fotos, e ficaram muito bonitas. O passeio também inclui a visita à área externa do Espaço Cultural da Marinha, onde estão expostos o helicóptero-museu Sea King e o carro de combate Cascavel. Indico o passeio, vale a pena. fr 

domingo, 17 de dezembro de 2017

Dica de filme: "Amadeus"

AMADEUS (“Amadeus”)
EUA, 1984, Drama
Direção: Milos Forman
Com: Tom Hulce, Fahrid Murray Abraham, Roy Dotrice, Jeffrey Jones, Elizabeth Berridge.
Revi recentemente o clássico “Amadeus”, de 1984, sobre o compositor austríaco Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791); um filmaço! O filme é narrado pelo italiano Antonio Salieri, compositor oficial da corte do arquiduque da Áustria, José II, interpretado pelo ator Fahrid Murray. Salieiri é mostrado como um admirador de Mozart, mas, ao mesmo tempo, invejoso e capaz de tudo para anular o seu gênio. Mas esta versão de sua personalidade é contestada por alguns estudiosos. Mozart, vivido pelo ator Tom Hulce, encantava a Europa desde criança com o seu talento, porém não dava importância a questões como dinheiro e carreira. Estava sempre se divertindo, bebendo e com mulheres. Salieri era o oposto: dedicado, sério e profissional, não se conformando com o sucesso de alguém que ele julgava fútil e libertino. E não perdoava a Deus por direcionar tanto talento a quem não seguia uma vida dedicada à religião e às qualidades morais, como ele. O título do filme é justamente “Amadeus”, nome do meio do compositor austríaco, que significa “amado de Deus”. O filme foi muito premiado, recebendo oito prêmios Oscar: filme, ator (Fahrid Murray Abraham), diretor, figurino, roteiro adaptado, direção de arte, maquiagem e som. E ainda teve indicações ao Oscar de melhor fotografia e edição, além do ator Tom Hulce também ter recebido a indicação de melhor ator. Ganhou quatro prêmios Globo de Ouro: filme/drama, diretor, ator/drama (Fahrid Murray Abraham) e roteiro, além de receber indicações para Tom Hulce como melhor ator/drama, e Jeffrey Jones como melhor ator coadjuvante, pela sua atuação como o arquiduque José II.  Pelo menos nas premiações, Salieri venceu Mozart. rsrs Pesquisando, li no Wikipédia que Salieiri foi professor de vários compositores, inclusive de Beethoven, e do filho mais novo de Mozart; e teria sido casado e tido oito filhos. No filme, ele teria feito votos de celibato. Um excelente filme, não deixe de assistir! fr

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Botafogo inicia Copa do Brasil de 2018 contra o Aparecidense de Goiás

A CBF sorteou hoje os grupos da Copa do Brasil do ano que vem. O Botafogo enfrentará o Aparecidense de Goiás. A primeira etapa terá 80 clubes e será disputada de 31 de janeiro a 7 de fevereiro. Em 2018, nessa fase serão apenas jogos únicos, com os clubes de maior expressão jogando fora de casa e com a vantagem de poderem se classificar com o empate. Somente na terceira fase haverá jogos de ida e volta, mas o gol fora de casa não terá mais valor dobrado. Outra alteração para o ano que vem é a possibilidade dos clubes poderem inscrever jogadores na competição até o dia 30 de julho, antes, portanto, do início das quartas de final; este ano a data limite foi 24 de abril.  fr

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Flamengo perde título, perde ética e perde respeito

Ontem, o Flamengo não conseguiu vencer em casa, no Maracanã, o Independiente da Argentina e perdeu o título da Copa Sul-Americana. O clube carioca perdera o primeiro jogo por 2x1, em Buenos Aires, e precisava vencer por uma diferença de dois gols para ser campeão, ou de um gol apenas para levar para a prorrogação. Mas apenas empatou em 1x1.
Além de perder o título, o Flamengo foi motivo de vergonhas maiores. Antes do jogo começar, “torcedores” flamenguistas, ou melhor, bandidos, tentaram invadir o estádio sem ingresso e entraram em choque com a polícia. E depois do jogo, de acordo com o que eu li na imprensa, os jogadores do Flamengo recusaram receber a medalha de vice-campeão, em uma atitude mesquinha, arrogante e antiesportiva. Lamentável! fr