SEJA ÉTICO

SEJA ÉTICO: Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução do conteúdo deste blog com a devida citação de sua fonte.

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Estátuas de Joaquim Nabuco e Manuel Bandeira

Dois pernambucanos ilustres são homenageados com estátuas localizadas lado a lado na Praça Poeta Manuel Bandeira, no Centro do Rio de Janeiro: o próprio e Joaquim Nabuco. Poeta, professor de literatura, crítico literário, tradutor e biógrafo, Manuel Bandeira (1886-1968) foi eleito para ocupar a cadeira nº 24 da Academia Brasileira de Letras, em 1940. Os seus primeiros livros ele mesmo bancou com seu dinheiro a publicação. O seu poema mais conhecido é "Vou-me embora pra Pasárgada", escrito, segundo ele, "em num momento de fundo desânimo, da mais aguda doença", uma maneira de escapar da realidade difícil que ele enfrentava. O conterrâneo, Joaquim Nabuco (1849-1910) foi escritor, jurista, diplomata, historiador e jornalista. Um dos fundadores da ABL, primeiro a ocupar a cadeira nº 27. O dia do historiador é comemorado no dia 19 de agosto em sua homenagem, é o dia do seu nascimento. Abolicionista, formado em Letras e em Direito, foi deputado durante o Império, embaixador em Londres e Washington, e defensor de um Estado laico. O curioso é que a sua estátua foi inaugurada no início de 2011, em homenagem ao centenário de sua morte, comemorado no ano anterior.  fr

Nenhum comentário: